PokerPT.com

Quais as formas de batota no poker online?

19/05/2022
Daniel Fidalgo

Com os mais recentes escândalos no mundo do poker temos escrito muitos termos que podem não ser familiares para os nossos leitores. “Muti-Accouting”, “RTA”, “collusion”, ou “ghosting”, são alguns nomes de batotas com que nos deparamos nos nossos artigos e que podem gerar alguma confusão. Vamos aqui explicar alguns dos termos utilizados quando existe batota no poker online, qual o seu significado e grau de aldrabice.

No entanto, vale a pena lembrar que as salas de poker online gastam alguns milhões todos os anos para prevenir batota nas mesas de cash games e torneios online. As salas de topo recorrem a softwares e pessoal especializado para analisar mãos e punir os prevaricadores e que milhões são reembolsados aos jogadores lesados.

Usar VPN

VPN - batota no pker online
VPN é ilegal no poker online

Podemos dizer que usar uma VPN – Virtual Private Network – no poker online está na fronteira entre fazer ou não batota. Apesar de muitos jogadores pensarem que não estão a ir contra os termos da sala de poker online ao acederem a salas através de uma VPN, para as salas isso é ludibriar o sistema.

Jogadores já perderam os seus fundos por acessarem a salas através de VPN quando se encontram em países banidos pela sala. Gordon Vayo perdeu o prémio e o título no SCOOP 2017 por esta prática e nem o recurso a advogados e justiça lhe deu razão. Mais recentemente, o vencedor do WCOOP 2018, wann2play, também perdeu o seu prémio e conta pelos mesmos motivos.

Partilha de mãos de poker

Também é muito comum os jogadores fazerem partilha de históricos de mãos de poker para fazer batota no poker online. O uso de HUD (heads-up display) e programas de recolha de informação de terceiros nas salas facilita esta prática. Muitos jogadores chegam a comprar no mercado negro base de dados de históricos de mãos a fim de ganharem alguma vantagem nas mesas.

A partilha de históricos de mãos de poker é muito difícil de controlar pelas salas online, mas o caso entre Viktor “Isildur1” Blom e Brian Hastings, em 2009, ficou célebre depois de Hastings ter recorrido a amigos e à partilha de mãos para se preparar para defrontar Blom, acabando por ganhar mais de $4 milhões ao sueco.

Multi-Accouting

Tal como o nome indica é a utilização de várias contas pelo mesmo individuo numa sala de poker. Normalmente, as salas permitem apenas uma conta por pessoa/IP no site, mas muitas vezes os jogadores tentam criar várias contas a fim de ganharem vantagem nas mesas ou para participarem em torneios mais do que uma vez.

Esta forma de batota no poker online pode também evoluir para outras como collusion (da qual vamos falar mais à frente) entre as várias contas usadas pelo mesmo utilizador. O caso de “Girah”, protagonizada por pelo português José Macedo é um dos mais conhecidos neste tipo de trafulha.

Ghosting

Este é um dos tipo de batota que mais e ouve falar entre os jogadores regulares e que é bastante difícil de identificar por parte das salas. O “ghosting” acontece quando um jogador recebe indicações de outro jogador durante uma sessão ou torneio. Pode também acontecer um jogador (mais competente) substituir outro nas fases mais adiantadas de um torneio para assim ganhar vantagem e garantir, teoricamente, melhores prémios.

O “ghosting” também acontece nas mesas de cash games, com profissionais a assumirem contas de jogadores recreativos, com perfil de perdedores, para deste modo ganharem algum tipo de vantagem nas mesas. Um dos casos mais recentes deste tipo de batota envolveu Dan “Jungleman” Cates e Bill Perkins, com o profissional americano a assumir que tinha jogado na conta de um jogador recreativo na aplicação de poker americana Fun Ocean.

Este forma de batota no poker online é muito difícil de ser detectada nos torneios, uma vez que o “ghosting” acontece em estágios mais adiantados, torna muito complicado traçar um perfil do jogador e identificar esta violação das regras.

Collusion

Collusion - batota no poker online

O conluio, ou “Collusion” em inglês, acontece tanto no poker online como no poker ao vivo e é realizado por dois ou mais jogadores. Neste caso, os jogadores ajudam-se de certa forma nas mesas de modo a ganharem vantagem sobre os adversários.

Existem várias formas de conluio que podem ser praticadas e que estão contra as regras do jogo. Por exemplo:

  • Na mesma mesa, o jogador A envia mensagem ao jogador B com a mão que desistiu.
  • O jogador A faz um sinal ao jogador B de que tem uma mão forte para que este não entre na mão.

Esta forma de batota não é exclusiva do poker online e acontece também nas mesas ao vivo, tanto em cash games, como nos torneios. Dentro desta categoria, existem ainda estes dois exemplos específicos de “colussion”:

Soft-play

O soft-pay acontece quando um jogador deliberadamente joga uma estratégia menos agressiva contra um jogador seu amigo, de forma a não lhe retirar fichas.

Chip-Dumping

Neste caso, acontece o oposto do soft-play. Um jogador perde as suas fichas deliberadamente para um amigo seu na mesa de forma a que este ganhe vantagem no torneio. O “despejo” de fichas pode ser muitas vezes identificado, mas em certos casos pode passar despercebido.

Um exemplo de suposta “collussion” aconteceu no final do ano passado quando Fedor Holz acusou dois jogadores brasileiros de praticarem esta batota na mesa final do Main Event do WPTDeepStacks Londres Online, na 888poker . O caso viria a ser investigado pela sala, mas a resultar na ilibação dos dois jogadores.

RTA – Real Time Assistence

Fedor Krue - batota no poker online
Fedor Kruse e RTA

É a forma de batota no poker online que mais se tem falado nos últimos tempos e que muitas vezes não é bem entendida pela comunidade. RTA – Real Time Assistence, é como o nome indica, assistência em tempo real durante um jogo de poker. Neste caso, o jogador usa um software de poker (Solver) ou tabela para determinar quais as jogadas mais correctas em cada etapa da mão. O Solver usa a Game Theory Optimal (GTO), ou seja, joga as mãos de forma perfeita.

Existem vários níveis de RTA e o consenso sobre o que deve ou não ser considerado de RTA não é unânime na comunidade. O caso mais divisor são as tabelas de pré-flop.

Pre-flop charts

É aqui que parece estar a fronteira sobre o que deve ou não ser considerado batota. Existem salas que consideram as tabelas pré-flop baseadas no tamanho da stack como RTA. Outras salas permitem o uso deste tipo de ajuda.

RTA com recurso a software

No caso de RTA com uso de um solver. O processo pode acontecer de duas formas:

  • Manual – o jogador coloca a informação no solver ou base de dados pré existente e determina qual a melhor jogada.
  • Automático – um programa recolhe informação da mesa e faz a simulação automaticamente.

O maior exemplo do uso de RTA rebentou quando Fedor Kruse foi incriminado pelo seu companheiro de casa de usar este tipo de trafulha. O jogador alemão usava um segundo computador com uma base de simulações de mãos de poker para determinar que acção realizar nas mesas. Felizmente, o caso terminou com o jogador e mais 40 contas banidas da GGPoker, que recorriam a algum tipo de RTA (Pre-flop charts ou RTA com software).

BOT

Hoje em dia já existem Bots para quase tudo na internet e no poker online o recurso a este tipo de ferramente é ilegal. Um software BOT serve para automatizar acções no computador, mas no poker online automatizar processos pode significar estar em vantagem sobre jogadores humanos.

Esta forma de batota no poker online é largamente combatida pelas salas de poker. No entanto, existe sempre a possibilidade de bots estarem a jogar no outro da linha. O caso torna-se mais complexo quando o BOT recorre a algum tipo de inteligência artificial para aprender com os erros e adaptar-se aos seus oponentes.

Um bom BOT pode causar perdas avultadas nas mesas e por isso as salas têm tentado a todo o custo travar este tipo de batota. Em 2019, a PokerStars reembolsou $1,87 milhões aos jogadores por contas apanhadas a usar este software fraudulento.

Super User

O caso extremo de batota no poker online é o chamado “super user”, ou super utilizador, e português. Neste caso existe alguém que consegue de alguma forma ter acesso às cartas dos outros jogadores nas mesas. Isto dá-lhe uma vantagem enorme nas mãos e assim pode causar grandes perdas nos jogadores lesados.

Este é sem dúvida o pior cenário para quem joga nas mesas online e, infelizmente, já aconteceu. Em 2008, rebentou o escândalo no poker online quando foi tornado público que Russ Hamilton, co-proprietário da UltimateBet tinha acesso às cartas dos jogadores nas mesas, através de um “God mode”.

O vencedor do Main Evetn das WSOP 1994 usava várias contas para fazer batota e enganar os jogadores nas mesas. Pensa-se que neste caso tenham sido prejudicados milhares de jogadores que perderam milhões. Tudo terminou com o desaparecimento da UltimateBet e Absolutpoker (skin da mesma rede).

€8 Grátis + Bónus 100% até €400

Sem Comentários



Deixe um Comentário