PokerPT.com

Jungleman admitiu culpa e pediu desculpas a Bill Perkins

Num texto que partilhou através da sua conta no Twitter, Jungleman admitiu culpa no caso de ghosting (jogar na conta de outro jogador) revelado por Bill Perkins. No texto que a seguir partilhamos, Daniel Cates também pede desculpas a Bill Perkins, uma das vítimas do caso.

O nome da Daniel Jungleman Cates, no que diz respeito a este caso, foi revelado por Dan Bilzerian, isto depois de Bill Perkins ter dito que teria uma bomba para lançar sobre um escândalo a envolver alguns dos maiores nomes do poker mundial.

Em primeira instância, e em resposta ao twett de Bilzerian, Cates disse que nunca tinha jogado contra ele, e que por motivos legais não podia falar do caso. Isto a 25 de Maio, mas ontem o Jungleman admitiu culpa no caso relacionado com Bill Perkins (tradução em baixo):

Gostava de falar sobre as alegações feitas pelo Dan Bilzerian neste tweet, entretanto apagado.

Este idiota do Sina Taleb enganou-me a jogar a dinheiro, ao Bill Perkins e a outros, a jogar na app de poker Fun Ocean, ao ter o Daniel Cates a jogar na sua conta.”

Não o fiz antes, por conselho do advogado e por questões financeiras.

Para ser claro, eu comecei a jogar com o Sina (para que conste, o seu último nome não é Taleb) a 8 de Maio, e acabei por jogar poucas sessões, nenhuma das quais contra o Dan Bilzerian, apesar do que foi dito.

Joguei pouquíssimas mãos contra o Bill Perkins, que entrou numa mesa que eu pensei ter cada vez mais profissionais a jogarem através de ghosting. Pensei que, uma vez que naquela altura muita gente utilizava profissionais para jogarem por eles naquele site (o que era notório, dado o elevado nível de jogo), senti-me confortável em fazer o mesmo. Infelizmente o Bill foi apanhado no meio disso e lamento muito que assim tenha sido.

Apesar de achar que não é justo terem tornado público o meu nome, por algo onde muitos tinham muito mais culpa, aceito que como um modelo para a comunidade de poker, o meu castigo deva ser desproporcionado em comparação com um jogador normal. Eu guio-me por um nível elevado de ética e aspiro a ser desprovido de injustiça, mas continuo a cometer erros e peço desculpa pelas minhas acções. Darei o meu melhor para me comportar melhor no futuro.

Gostaria também de mostrar a minha gratidão a todos os meus amigos e pessoas que me apoiaram na internet e por outros meios. Os vossos esforços foram vitais para mitigar esta situação, e agradeço a vossa preocupação pela minha pessoa. Um agradecimento especial ao Nick Schulman que me contactou para se assegurar que eu estava bem e que lançou o movimento #LibertemOJungle (#Freejungle). Se mais alguém acredita na minha integridade e pensa que eu não deva ser bombardeado de críticas na internet, agradecerei qualquer apoio e ainda mais se vos conhecer.

*foto de Hayley Hochstetler

Bónus de 50%, até um máximo de 50€
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário