PokerPT.com

Destaques de 2019: Outubro tem Poças bicampeão SPS, conversa com Zagazaur e Tomás nas WSOPE

27/12/2019
Luís Sousa

O mês de Outubro abriu com um dos artigos mais lidos da cerca de três dezenas de dias que seguiram o dia 1, com o Filipe Zagazaur Oliveira a aceitar o convite PokerPT para o Bloco de Notas correspondente, a meio do mês o tema que mais atenção reuniu, desde o Live Report até ao regresso às vitórias no poker ao vivo nacional de Pedro Poças. Socioanonimo para os mais oldschool, o vencedor Betfair Portuguese Poker Tour Vilamoura 2008 e campeão Solverde Poker Season em 2009, dobrou o seu número de títulos SPS dez anos após a vitória em Fevereiro de 2009. A fechar, a quarta (a mim não me convencem que Aguiar é dos nossos) bracelete WSOP é conquistada no “mesmo local” da primeira, na Europa, e curiosamente na mesma variante, com Tomás Ribeiro a ser o mais jovem português a vencer um torneio WSOP. Este 10º capítulo dos Destaques de 2019, este em Outubro, tem várias ligações com torneios no passado, como é o caso de Poças e WSOPE PLO e ainda uma auto-análise de Zagazaur à sua situação actual, um ano após €1.5M nas Bahamas.

14/10 – Pedro Poças vence Main Event Etapa #7 Solverde Poker Season 2019

O algarvio saltou para o grupo de bicampeões Solverde Poker Season uma década após a sua vitória no SPS #2 2009, com a vitória na etapa #7 da temporada deste ano, realizada no Hotel Algarve Casino ao bater no heads-up o melhor português do WPTDS Main Event, também por terras algarvias uns meses antes. Cinco dígitos de prémio que Pedro Poças arrecadou após bater as mais de duas centenas de participações que quase lotaram a última etapa a Sul do SPS 2019.

01/10 – Bloco de Notas com Zagazaur

Gráfico de todos os meus jogos durante os WCOOPs com a excepção de Winamax Series onde perdi cerca de 2k€.

Imperdível para quem falhou em Outubro, útil para quem quiser revisitar a conversa entre Zagazaur e Blocodabarra, às quais o primeiro juntou um post no seu instagram:

WCOOPs 2019 ??? Os WCOOPs foram a altura, de sempre, em que eu me senti mais preparado relativamente ao field. Não apenas tecnicamente. As condições em que eu estava, o fuso de horário, o facto de não beber álcool, exercício regularmente, meditação, a alimentação, os estudo diários, etc fizeram com que eu conseguisse jogar bastante bem e aproveitar a distribuição de cartas da melhor maneira que consegui. Também é importante conseguir jogar de cabeça “limpa” e relativamente a isso não posso esquecer-me de agradecer à minha família, namorada e a todo o pessoal da @polarizepoker que me ajudou bastante, especialmente o @nortept que controlou as coisas praticamente sozinho durante esta altura enquanto nós nos preocupávamos apenas em jogar. Obrigado também a todos os brasileiros que estiveram connosco e ao @fabianokovalski que tratou de tudo para nós estarmos lá ❤️ Relativamente à semana de fruta, acho que é em termos de lifestyle tem as suas vantagens mas não é para mim. Comer algo que não seja muito pesado antes e durante o grind é super importante para mim para conseguir pensar bem, mas gosto demasiado de comer carne, “porcarias” e essencialmente de sentir que posso comer o que quiser quando me apetecer para me restringir a apenas fruta novamente durante um período tão alargado de tempo.

Agora é altura de estabelecer objetivos e o meu é: Tornar a Polarize a melhor equipa de poker do Mundo.

Quem quiser ouvir mais sobre os WCOOPS pode ouvir o meu podcast com o @blocodabarra no site do @pokerpt ?Zagazaur

O português teve um festival WCOOP 2019 memorável, tal como os tugas em geral com mais de $1.3 milhões arrecadados pelos tugas, e assim entra de outra forma nos Destaques de 2019 de Outubro.

24/10 – Tomás Ribeiro conquista Bracelete WSOPE

Ao quinto evento das World Series Of Poker Europe 2019, Portugal, mais precisamente João Naza114 Vieira, alcançava a primeira Final Table para os nossos em Rozvadov. Poucos dias depois, num toque internacional a este resumo, Phil Ivey deixou o dono de tudo ganhar uma bracelete, mas o melhor estava reservado para um dos mais jovens jogadores nacionais a chegar este ano ao topo do poker ao vivo. Tomás ficou no lugar mais perto possível da Espada em Barcelona num €10K PLO e não ficou com a mesma posição da vez seguinte que alcançou um heads-up, na mesma variante. Tal como Yuran em 2012, Tomás colocou Portugal no topo dum evento WSOPE PLO, para bracelete e ainda seis dígitos de prémio.

Abaixo todos os capítulos até ao Destaques de 2019 de Outubro:

€8 Grátis + Bónus 100% até €400

Sem Comentários



Deixe um Comentário