PokerPT.com

Girah parte 2? Bilzerian envolve Dan Cates no caso de batota de Perkins

A “bomba” rebentou no domingo com o milionário Bill Perkins a falar no Twitter de um caso de batota que faz o caso de Mike Postle parecer uma “brincadeira de crianças”. Sem revelar a entidade, o jogador de poker disse que nesse esquema estaria envolvido um jogador do top 7 mundial e como acontece sempre nestes casos a especulação em volta de quem seria essa figura adensou-se. Outra figura controversa da comunidade, Dan Bilzerian, veio ontem apontar o dedo a Dan Cates como o suposto nome por detrás do esquema de “ghosting” numa aplicação de poker para jogadores americanos.

twitter - Dan Bilzerian -Dan Cates

Apesar de ter posteriormente apagado o tweet, Bilzerian diz que Dan Cates, conhecido como “Jungleman”, usou a conta de Sina Taleb para jogar contra si na aplicação Fun Ocean. Cates já veio dizer que por razões legais não vai discutir a situação no Twitter, mas que nunca jogou contra Bilzerian, onde diz que pessoas admitiram ter existido “ghosting” no site.

(Para os menos informados, chama-se “ghosting” quando alguém joga na conta de outra pessoa num site de poker online. Isto é ilegal e vai contra as condições das salas de poker online.)

Curiosamente, Dan Cates já se viu envolvido num esquema semelhante há uns anos atrás. No famoso caso “Girah”, que envolveu o jogador português José Macedo, Dan Cates admitiu ter jogado na conta do “Portuguese Poker Prodigy”. Tal como Vanessa Selbst e Lance Bradley fizeram o favor de relembrar:

Bill Perkins, que trouxe o caso a público, já admitiu ter exagerado quando disse que isto fazia o caso Postle parecer uma brincadeira de crianças. E assumiu que disse isso porque os valores envolvidos eram muito superiores. No entanto, mais nomes sonantes poderão ser envolvidos no caso por Perkins visto que a aplicação de poker em causa não é a mesma de que Dan Bilzerian menciona.

Aguardamos mais desenvolvimentos.

€8 Grátis + Bónus 100% até €400
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário