PokerPT.com

Países com regulação e países sem regulação não se entendem no seio da União Europeia

04/06/2013
Eduardo

Esta é a conclusão que se pode tirar, sobre a actual discussão do jogo online que se tem tido na União Europeia. No passado dia 30 de Maio um relatório do eurodeputado britânico Ashley Fox, foi a discussão e das 425 alterações propostas, apenas 30 foram aceites.

O relatório do eurodeputado Ashley Fox foi discutido e votado na passada quinta feira. Durante a votação ficaram claras as diferenças entre os países com regulação e os países que ainda não regularam o jogo online.

O eurodeputado finlandês Sirpa Pietikäinen afirmou que “o ponto de partida do relatório tem de ser revisto. Devia focar-se mais no respeito pelas características culturais específicas de cada país. Temos de ser muito claros com o facto de que os jogos a dinheiro não são uma actividade económica como qualquer outra actividade – e esta é uma realidade que justifica uma maior protecção do consumidor.”

Alguns países, como a própria Finlândia, defendem um monopólio restrito a 3 empresas. Outros não aceitaram este ponto de vista e pretendem implementar uma plataforma de comércio livre no seio da União Europeia.

Outro dos pontos quentes foi o dos paraísos fiscais, com os representantes do governo holandês a serem intransigentes com a intenção de num futuro mercado europeu as empresas que operem a partir de paraísos fiscais dentro da União Europeia, como Gibraltar e Ilha de Man, sejam também abrangidas pelas medidas europeias.

Acompanha o nosso Twitter Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

1 Comentário

justiceiro há 8 anos

porque é que não me admira? quando cheira a dinheiro todos levantam problemas.... aquilo que poderia ser uma solução facil e melhor para todos os paises e jogadores poderá ser a morte da poker online na europa se todos quiserem ganhar demais..... e depois ainda falam de Portugal... é tudo igual! "money makes the world go round".....



Os comentários não são permitidos de momento

Deixe um Comentário