PokerPT.com

Resumo dos Lederer Files

27/09/2012
Eduardo

A semana passada ficou marcada pela publicação de uma extensa entrevista de Howard Lederer, a primeira desde o fundador da Full Tilt Poker desde a Black Friday (15 de Abril de 2011). A entrevista concedida à PokerNews foi feita por Matthew Parvis.

A entrevista em si, durou mais de 8 horas, sendo que foram publicados 7 vídeos de cerca de 30 minutos de duração cada. Os videos respeitaram uma ordem cronológica, desde a criação da sala Full Filt, até aos dias actuais, em que a PokerStars comprou a única sala que com ela rivalizava em termos mediáticos.

No primeiro dos 7 vídeos, Lederer volta atrás no tempo até ao período anterior à criação da Full Tilt. Depois de explicar o porquê de ter escolhido este preciso momento para finalmente falar, a entrevista tinha então início.

  • Como conheceu Ray Bitar
  • Quem esteve envolvido desde início no lançamento da Full Tilt Poker
  • Entre os fundadores quem estava de facto interessado em administrar a sala
  • A distribuição de divivendos no valor de $443 milhões pelos accionistas
  • E a mudança da FTP para Dublin

The Lederer Files – Parte 1

E terminava a 1ª parte com a certeza que a mudança dos escritórios da FTP para Dublin criaram algum mau estar entre os funcionários e levou a uma maior dependência da acção de Ray Bitar. Na parte 2 a conversa centra-se em alguns emails tornados públicos após a Black Friday, onde se começa a questionar a segurança ou falta dela, no que ao dinheiro dos jogadores diz respeito.

  • A entrada em vigor da UIGEA e a decisão de continuar a operar nos EUA após conselho de vários advogados
  • As alterações efectuadas no processamento de pagamentos pós UIGEA
  • Dúvidas sobre a gestão de Bitar, no que diz respeito à segregação ou não do dinheiro respeitante às contas dos jogadores
  • A saída de Lederer da direcção da sala

The Lederer Files – Parte 2

Na terceira parte a conversa centra-se em exclusivo no buraco financeiro que Bitar criou na empresa, e que escondeu dos restantes directores e que só revelou a Howard Lederer 7 dias antes do dia que ficaria conhecido como Black Friday – 15 de Abril de 2011 (uma sexta feira).

  • Discrepância entre os valores apresentados à comissão de jogo e a real situação financeira da sala
  • Descoberta da contabilidade paralela que escondia um buraco de milhões
  • Porque não foi Ray Bitar despedido, quando foi descoberto o buraco financeiro
  • A Black Friday

The Lederer Files – Parte 3

Howard Lederer soube do buraco financeiro da empresa a 7 de Abril, numa paragem relâmpago em Dublin a caminho do Dubai, e foi durante a sua estadia no Dubai que se deu a Black Friday.

  • Chegada a Dublin a 19 de Abril
  • A 21 de Abril recebeu um relatório correcto da situação da empresa, onde havia uma diferença de $250 milhões entre o que a empresa detinha naquele momento e o total do valor das contas dos seus jogadores/clientes
  • A comunicação aos accionistas o porquê de terem continuado a aceitar depósitos de jogadores não residentes nos EUA
  • A procura de soluções
  • As negociações com Jack Binion que ofereceu $150 milhões por 40% da empresa

The Lederer Files – Parte 4

Na Parte 5 da entrevista a conversa tem dois temas distintos:

  • O processo judicial interposto por Phil Ivey a exigir o pagamento de milhões de dólares
  • A convocação de uma assembleia de accionistas por parte de um grupo liderado por Phil Gordon, que levou à demissão da direcção e de Ray Bitar como CEO da sala

The Lederer Files – Parte 5

O espaço temporal entre a acção da entrevista e o dia a dia estava cada vez mais curto o que deixava antever o final da mesma. No penúltimo vídeo, Lederer fala de:

  • Os empréstimos de valor elevado a jogadores profissionais
  • A recusa de alguns jogadores em devolverem o dinheiro que a sala lhes tinha emprestado
  • A acusação do departamento de justiça de a FTP ser um esquema de Ponzi
  • As negociações com o Groupe Bernard Tapie que só queria pagar um máximo de $0,10 por $1 a cada jogador não residente nos EUA
  • Entrada em cena da PokerStars e a recusa de alguns accionistas em assinarem o acordo com a sala da estrela vermelha

The Lederer Files – Parte 6

Se o sexto e penúltimo vídeo termina já a falar da PokerStars, é neste sétimo que todos os avanços e recuos da negociação são falados.

  • O acordo com a PokerStars o quase romper das negociações com a PokerStars
  • As ameaças do DOJ de sair das negociações caso especificidades da mesma chegassem à imprensa
  • Finalmente o acordo e as desculpas de Lederer

The Lederer Files – Parte 7

Sem Comentários



Deixe um Comentário