PokerPT.com

Tribunal francês negou pretensões de Rick Salomon

O caso já se arrasta há 5 anos, mas pode estar longe de terminado. Tribunal francês negou pretensões de Rick Salomon, em relação a uma dívida de jogo do Sheik Raad Al-Khereiji.

Em 2014, e após uma sessão de Poker, nos Alpes Marítimos, a convite do Sheik, Salomon ganhou $2,8 milhões, que o Sheik prometeu que seriam pagos pelo seu advogado, em Las Vegas, residência de Salomon. O que acabou por não acontecer, com o advogado do Sheik a dizer que o seu cliente afinal pensava que se tinha tratado de uma sessão amigável, sem dinheiro envolvido. Algo facilmente rebatido, pois outros jogadores foram convidados e fizeram parte da dita sessão.

Para tentar recuperar o dinheiro, os advogados de Salomon, tentaram recorrer a uma lei de 1804, que permitiria ao estado intrometer-se nesta disputa, enquadrando o Poker em: “jogos onde são utilizadas armas, corridas a pé ou a cavalo, ténis ou outros jogos cuja natureza é a perícia ou o exercício físico“.

Pois, sabemos agora que as pretensões de Salomon não foram atendidas. Ronald Sokol, advogado de Salomon, ainda argumentou que a sessão durou 48 horas, sendo por isso uma prova de resistência. O que não convenceu o juiz.

Estamos a ponderar levar este caso até ao Supremo Tribunal francês, pois a lei sobre dívidas de jogo é de 1804, e os tribunais civis não julgaram nenhum outro caso desde então.

Os advogados do Sheik queriam que Salomon pagasse as despesas do Sheik neste caso, o que o juiz recusou. E uma das petições da defesa de Solomon foi atendida, a de ficar registado que o Sheik gastou $34 milhões durante um período de 29 meses, a jogar Poker na Ivey’s Room, do Aria.

*foto The Times

Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário