PokerPT.com

Relatório 3º Trimestre 2017 da indústria do poker online

Segundo o pokerfuse, o relatório do terceiro trimestre do mundo do poker online apresenta um “periodo de crescimento impressionante”. Não só os dados recolhidos demonstram lucros neutros ou em crescimento no poker online, após um relatório também forte durante a primeira metade do ano para a maioria dos operadores.

No Q3 2017, The Stars Group [TSG] e GVC Holding apresentaram ambos números nos dois dígitos de crescimento, com o último a ultrapassar neste terceiro trimestre a 888 pela primeira vez, graças a um crescimento de 45% neste ano.

Combinados, TSG, GVC, 888 e Kindred alcançam $275.6 milhões em lucro no penúltimo trimestre de 2017, mais 14.5% do que no mesmo periodo de 2016.

No meio do “poker real” é fácil de esquecer uma marca como a Zynga, que consegue gerar lucros através da venda de fichas de poker sem valor real e sem possibilidade de levantamento, o que “é a inveja de todos menos o grande operador de poker”.

The Stars Group

A empresa-mãe da PokerStars.pt reportou um crescimento anual de 12.5%, com $221.4 milhões a ser o valor mais alto que a companhia apresentou em quase dois anos. Neste ano, o lucro está no verde 2.2%, colocando a companhia nas projecções em ganhos de poker para o ano e bem dentro dos aproximadamente $1.3 mil milhões em lucro total para 2017.

De destacar o dado curioso de que a TSG não tem acrescentado jogadores novos ao seu mercado, o que significa que a companhia tem ganho mais dinheiro com o mesmo númeor de jogadores, com cada jogador a “render” $150 no Q3, um pico e crescimento históricos de quase 19%.

Como é que tal aconteceu? Stars Rewards. O novo sistema de recompensa não só poupa directamente em custos à operadora, como também, de acordo com executivos da TSG, está a conduzir o crescimento nos lucros brutos de jogo. A maioria dos jogadores está a regressar mais frequentemente, o que está a ajudar à retenção de clientes e ao aumento do volume de jogo.

GVC Holdins (partypoker)

A GVC Holdings, companhia-mãe da Bwin.party, responde aos 32% de aumento nos lucros na primeira metade do ano para 48% nestes penúltimos três meses de 2017.

Sem informação detalhada sobre números de poker, é possível estimar segundo o pokerfuse que €68.6 milhões terão sido gerados desde o início do ano, olhando para o histórico das operadores pré-aquisição e comunicados públicos dos executivos da GVC. O crescimento é ainda mais notável porque, a confirmar-se, significará a ultrapassagem pela partypoker à 888 pela primeira vez, bem como o título de operadora em maior crescimento do mercado de topo.

A ajudar a cimentar estes especulativos números estão os valores recorde de volume da sala em cash-games, quase tantos a correr como a 888, bem como a implementação das Powerfest Series que rivalizam com os COOPs da PokerStars ou até os números dos torneios regulares semanais, Sunday Majors, que são hoje em dia os segundo maiores do mercado.

888

Ainda que sem os valores da competição, a 888 supreendeu ao apresentar um número verde desde Q3 2016. As experiências em jogos “rng-based”, como Blast, ajudou a operadora a crescer 0,7% na primeira metade de 2017 para $42.5 milhões, onde embora ainda sem números sobre o Q3 o volume das mesas de cash-games parecem sustentar estes números para o final de 2017.

Ainda assim, a percentagem de relevância do poker nos lucros do grupo continua a decrescer. No primeiro semestre de 2017 a 888 viu o casino crescer 5% para $146 milhões e o sports book, ainda recente, explodir 35% para $33.7 milhões, que parece encaminhado para suplantar o poker como segundo maior jogo do grupo já em 2018.

Kindred

Os operadores como a Unibet ou iGame viram a sua empresa-mãe apresentar uma surpreendende quebra no lucro de poker para o penúltimo trimestre. Com os reportados £3 milhões, tal significa uma descida de 6.7% em relação ao Q3 2016 e fecha uma sequência de ano e meio de subida por dois dígitos todos os trimestres.

Ainda assim, a situação de 2017 é agradável para a companhia, com £10.6 milhões de lucros em jogo online até então, o que ultrapassa já os níveis atingidos em 2014 e 2015. Mesmo que a baixa no Q3 se extenda para o fecho do ano, a empresa ainda poderá gabar-se de gerar o pico dos últimos cinco anos no poker online.

Zynga

O mercado actual de poker apresenta no segundo posto a plataforma de “social poker” Zynga Poker, que estima $38.5 milhões de verde no Q3 2017, um crescimento de mais de 50% desde Q3 2016.

Em 2017, a Zynga gerou mais de $100 milhões a vender fichas sem valor real – mais do que GVC e 888 combinam a gerar rake nas suas mesas no mesmo periodo de tempo.

Incredulidades à parte, a Zynga tem concentrado o seu producto mais e mais em torno do poker, com este jogo a representar 22% do total do lucro em jogo do grupo, mais 19% do que há um ano.

Apenas mais um jogo cresceu nos dois dígitos – CSR Racing nos 14% – com o poker a aparecer em segundo posto na lista, atrás apenas das slots, onde um mar de oferta pode ser encontrado. Zynga Poker, como marca única, continua a ser a mais forte do grupo inteiro.

Curiosamente, enquanto que os operadores “a sério” têm experimentado com mecanismos mais dados aos “jogos de redes sociais”, como baús e idênticas raspadinhas, a Zynga Poker apresentou productos mais próximos do “nosso coração” como ligas ou desafios onde a consistência ganha espaço ao RNG.

Ao fazeres um Primeiro Depósito mínimo de €10 na PokerStars.pt, tens direito a €20 Grátis, utilizando o Código de Bónus portugal20.

Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário

Os comentários efectuados por utilizadores não registados terão de ser aprovados por um moderador. Pode fazer Login ou, se ainda não é membro, Registar-se de forma a poder comentar sem moderação.