PokerPT.com

Mikalai Pobal ganhou o EPT Praga e é o 2º BiCampeão do circuito

Estamos na 15ª temporada do circuito PokerStars European Poker Tour, evento criado por John Duthie em 2004, e só nesta 15ª temporada é que pela 2ª vez um jogador consegue 2 vitórias. Mikalai Pobal ganhou o EPT Praga e passa a fazer companhia a Vicky Coren, como os únicos bicampeões do EPT.

Vicky Coren que já há muito que deixou de ser profissional de poker, ganhou o EPT Londres de 2006 (3ª temporada) e o EPT Sanremo de 2014 (10ª temporada). Já Mikalai Pobal conseguiu a sua primeira vitória em 2012, no EPT Barcelona na 9ª temporada, e ontem ganhou o Main Event do EPT Praga.

O Main Event do EPT Praga foi um torneio de €5.300 que teve 1.154 entradas, e terminou com a vitória do bielorusso Pobal, o primeiro jogador bicampeão do circuito mais importante da Europa.

Pobal ganhou este Main Event, depois de derrotar o húngaro Norbert Szecsi no heads-up, para um primeiro prémio de €1.005.600. Isto numa mesa final onde tivemos o português Tomás Paiva, que acabou no 5º lugar, após um dia que não lhe correu pelo melhor, como podem rever aqui.

O último dia do Main Event Praga de 2019, começou com 5 jogadores, e Pobal tinha apenas a 4ª stack:

  • Lugar 1: Mikalai Pobal – 4.740.000
  • Lugar 2: Ricardo Rocha – 7.925.000
  • Lugar 3: Tomás Paiva – 3.380.000
  • Lugar 4: Norbert Szecsi – 7.350.000
  • Lugar 5: Gaby Livshitz – 11.205.000

Quando Tomás Paiva saiu, Pobal passava a ser o jogador com a stack mais curta, e chegou até a ficar reduzido a pouco mais de 1 milhão de fichas. Mas após uma série de double-ups chegou-se à frente, e assumiu a liderança ao derrotar Gaby Livshitz no 4º posto.

Numa guerra de blinds, Livschitz na SB fez limp e Pobal fez raise para 325.000. Livschitz reraise para 1.400.000 e Pobal depois de gastar um time bank deu call.

Flop: QJ3
Livschitz apostou 725.000, Pobal raise para 1.700.000 e Livschitz anunciou all-in de 5.210.000. Instacall de Pobal.

Livschitz mostrou AQ para top pair, mas Pobal estava um pouco melhor com AA.

Turn: 5
River: 7

No 3º posto ficou Ricardo da Rocha, que tentava alcançar a primeira vitória EPT para o poker brasileiro. O seu carrasco foi o novo líder, Norbert Szecsi:

Ricardo reduzido a 1.185.000, e as blinds em 80.000-160.000 e ante de 160.000, abriu com all-in no botão. Szecsi na SB pediu uma contagem e acabou por dar call. Pobal fold.

Ricardo da Rocha: AJ
Norbert Szecsi: AQ

Flop: K54
Turn: 6
River: 8

Rocha terminava com um prémio de €421.450, e Szecsi chegava ao heads-up na frente com 18.385.000 fichas, contra 16.215.000 de Pobal. Os dois finalistas pediram para a direcção antecipar o intervalo, quando faltavam apenas 12 minutos para o final do nível, e aproveitaram para discutir um possível acordo. Acordo que desta vez não foi alcançado.

Apesar do equilíbrio inicial, o duelo durou pouco mais de 20 minutos. Pobal começou por deixar Szecsi com apenas 8 milhóes de fichas, num duelo de 107 contra 84 de Szecsi, com 107529 na board. Pouco depois a estocada final:

Szecsi raise para 450.000 e Pobal reraise para 1.500.000. Szecsi respondeu com all-in de 6.340.000 e Pobal instacall.

Szecsi: 88
Pobal: KK

Com [4c6c3d2h] e A na board, estava encontrado o vencedor.

Lugar Jogador País Prémio
1 Mikalai Pobal Bielorússia €1.005.600
2 Norbert Szecsi Hungria €598.800
3 Ricardo da Rocha Brasil €421.450
4 Gaby Livshitz Israel €316.780
5 TOMÁS PAIVA PORTUGAL €241.230
6 Luke Marsh Reino Unido €177.420
7 Laurent Michot França €134.610
8 Dietrich Fast Alemanha €96.100

*fotos de Neil Stoddart/Rational Intellectual Holdings Limited

Oferta de €20 com Depósito Mínimo de €10
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário


18/12/2019 PavlovDoorman Sem Comentários