PokerPT.com

Melhores Resultados ao Vivo de 2018 – Gonzaga Oliveira com o maior prémio ao vivo de sempre

O final do ano é o tempo certo para olhar para trás e lembrar o que ficou para trás. E no caso do poker nacional, o ano de 2018 foi fantástico, o melhor de sempre. Um ano onde o recorde de maior prémio foi batido várias vezes, acabando por se cifrar nos $1,500,000, que Filipe Zagazaur Oliveira recebeu ao ganhar o Main Event da Caribbean Poker Party.

Antes de Zagazaur o recorde pertencia a Pedro Marques, que no EPT Barcelona conseguiu um prémio de €698.369, ao ser o 4º no Main Event. Neste torneio tivemos outro grande prémio, com Rodrigo Carmo a ser o 6º classificado.

E o pódio do ano fica completo com um facto único no poker português, com a conquista de uma bracelete nas World Series of Poker disputadas em Las Vegas, pelas mãos de Diogo Veiga.

Mas vamos por partes…

A conquista de Zagazaur foi conseguida num torneio de $5,300, que teve $10 Milhões de prizepool. Valor garantido pela sala.

O número de entradas chegou às 1.815, e os 3 primeiros tiveram direito a um prémio de 7 dígitos. Quando arrancou o último dia de acção, Portugal tinha 2 representantes, com Diogo Veiga a fazer companhia a Zagazaur. Diogo acabaria no 6º posto ($400,000), perdendo com A7 contra 55 e A51083 na board.

Já Zagazaur chegou à vitória, mesmo depois de ter ficado reduzido a apenas 3 blinds e meia, quando ainda restavam 6 jogadores. No final foi frente ao norte-americano Craig Mason, que garantiu a vitória e recebeu o maior prémio nacional de sempre num torneio ao vivo.

Na mão histórica, cuja acção podem rever aqui em mais detalhe, Zagazaur tinha A9 e bateu K9 de Mason, com 9Q2J4 na board e all-in após o flop.

O segundo maior prémio do ano, o segundo maior de sempre do poker nacional, foi alcançado meses antes da vitória de Zagazaur (Novembro), em Setembro. Então e num torneio de €5.300, o Main Event do EPT Barcelona, Pedro Marques foi o 4º classificado num torneio com 1.474 entradas.

Tal como na Caribbean Poker Party, voltamos a ter 2 portugueses na mesa final deste torneio, o maior Main Event de um EPT de sempre, com Rodrigo Carmo a terminar na posição anterior à de Marques, o 5º posto.

Rodrigo caiu com AK contra 88 de Haoxiang Wang, já a saída de Pedro Marques aconteceu quando tinha A3 e não conseguiu ultrapassar os 1010 de Wang.

E para fechar o pódio, temos outro dos momentos do ano, também ele um momento histórico para o nosso poker. Voltamos a atravessar o Atlântico e vamos até Las Vegas, mais concretamente ao Rio, sede das World Series of Poker. Casino onde pela primeira vez se ouviu A Portuguesa, após a vitória de Diogo Veiga no evento #54 das WSOP.

Um torneio de $3,000 que teve 1.020 participantes e cujo prizepool chegou aos $2,754,000. Além da há muito desejada bracelete dourada, Veiga recebeu um primeiro prémio de $522,715.

A vitória marcante de Diogo Veiga chegou na mão #271 da mesa final (que podem rever aqui), onde Veiga tinha K10 e o adversário detinha A10, com um K no flop a dar a vantagem ao português.

Para terminar ficam os dados dos 10 maiores prémios do ano, onde Diogo Veiga consegue 3 presenças:

Jogador Prémio Torneio #
Filipe Oliveira $1,500,000 Main Event
Caribbean Poker Party
Pedro Marques €698.369 Main Event
EPT Barcelona
Diogo Veiga $522,715 Evento #54
WSOP
Diogo Veiga €450.000 Main Event
MILLIONS Grand Final
Diogo Veiga $400,000 Main Event
Caribbean Poker Party
Rodrigo Carmo €354.200 Main Event
EPT Barcelona
Rui Ferreira €340.550 €100K Super High Roller
EPT Barcelona
Carlos Branco €242.560 Main Event
EPT Praga
João Vieira $250,000 Main Event
MILLIONS World Caribbean
Manuel Ruivo $230,120 Millionaire Maker
WSOP
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário


25/12/2018 PavlovDoorman Sem Comentários