PokerPT.com

“Estou ansioso por voltar a jogar poker ao vivo” Phil Ivey

03/05/2021
Luís Sousa

O maior astro do mundo do poker, discutivelmente, maturou de Fear Ivey a Open Ivey, com os tempos mais recentes a proporcionarem várias entrevistas e conteúdos com o segundo jogador com maior número de braceletes WSOP. O convidado especial do episódio 100 do DAT Poker Podcast fechou a conversa com Daniel Negreanu, Terrence Chan e Adam Schwartz com um “foi divertido, fazia isto outra vez… mas não no futuro próximo, talvez para o episódio 200?“. Poker ao vivo, online & mais com Phil Ivey…

Vale a pena escutar a divertida conversa entre Ivey, Negreanu & demais mas para os mais apressados, eis alguns dos pontos mais interessantes. Nestes dias está em Las Vegas e não atravessa o Pacífico há mais de um ano, tal como todos nós estamos “presos” nestes tempos complicados para a humanidade. Nas primeiras viagens a Macau, Ivey revela ter encontrado jogadores na sua mesa a aprender as regras de NLHE e com o passar dos anos o Short Deck ganhou mais popularidade devido há natureza ainda mais gambleira que o velhinho No-Limit Hold’em. A capacidade de estar na mesa durante 3/4 dias foi dos aspectos que mais surpreendeu Ivey no aquário asiático.

Nos primeiros tempos da sua carreira como jogador de poker, Atlantic City era o palco do demasiado jovem de 15 anos Jerome Graham, nome do CC falso, que cedo ficou conhecido como No Home Jerome. A mão cheia de vezes que perdeu o último autocarro de volta a New Jersey e ficou a dormir na rua motivaram o nickname. Com os primeiros anos a jogar tight, agasalhando em $75/$150 e desagasalhando em $400/$800, o seu jogo virou por completo após ver o estilo loose de Daniel Negreanu num torneio.

“Nunca me importei de ficar sem dinheiro. Era feliz por apenas jogar poker”

Sobre as WSOP, Ivey revela a paixão pelo festival e explica com problemas pessoais a sua ausência das mais recentes edições. Supondo que a resolução do verão passado ajude a ver Ivey regressar às mesas do poker ao vivo dos Estados Unidos e não só.

“Estou ansioso por voltar a jogar poker ao vivo mas o poker já não é número um na minha vida. Saúde mental e física, família e outras prioridades existem hoje em dia”.

Admitindo que nunca abriu um solver, Ivey admite que “vai começar a estudar” e parece motivado para o grind ao vivo de Setembro e até online já deste verão.

Antes de darmos a oportunidade de fazer play no episódio 100, eis as respostas de Ivey ao “Facto ou ficção” de Schwartz:

  • Em 2008, Nenad Medic saiu da mesa do WSOP PL-Hold’em Championship como campeão e chegou à tua beira e disse: “Hey Phil, toma a tua percentagem” e tu respondeste: “Who are you?”
    • Não é exactamente verdade, o que eu não me lembrava é que tinha acção dele…
  • Em 2015 ganhaste o AU$250K Aussie Millions para AU$2.2 milhões ($1.7 milhões) e parece que disseste que “chega para ficar even com a derrota dos Seahawks (vs New England Patriots” no Super Bowl”.
    • Sem comentário.
  • Numa discoteca, alguém enviou uma garrafa de champanhe para a tua mesa e tu respondeste com cinco garrafas para a mesa dele e ele 10 garrafas e tu reraise com 20 garrafas…?
    • Lembro-me vagamente disso mas estava bêbado nessa noite
  • Recebeste uma chapada do Negreanu em MonteCarlo?
    • Numa noite de álcool isso aconteceu e no dia seguinte cheguei à beira dele e disse: “Estou-te a dever uma chapada, mas vou dá-la na televisão.” Ainda não aconteceu até hoje…
  • Certa vez não levantaste um primeiro prémio WSOP da caixa de pagamentos e este ficou para gorjeta para os dealers…
    • Penso que isso nunca aconteceu. Isso seria insano.

Mike Sexton, Chip Reese, Doyle Brunson, Michael Jordan e muito, mas mesmo muito golfe condimentado com toneladas de gamblice, abaixo após play:

100 Jogadas Grátis no Registo + Aposta sem Risco até €20 + 100% até €500

Sem Comentários



Deixe um Comentário