PokerPT.com

Damian Salas tem entrada negada nos EUA e HU é adiado

29/12/2020
BlocoDaBarra

Trapalhada é o adjectivo que melhor caracteriza a situação vivida pelo argentino Damian Salas ao tentar entrar nos Estados Unidos da América.

O vencedor do Main Event das World Series Of Poker (versão resto do mundo) contou em exclusivo ao site latino CodigoPoker toda a frustração que lhe vai na alma depois deste “já” esperado episódio.

Como todos sabem, Salas esteve recentemente a jogar no Kings Resort e o sucesso dessa viagem fez com que posteriormente tivesse de se deslocar a Las Vegas para disputar o Heads-Up Championship contra o vencedor do Main Event das World Series Of Poker (versão EUA).

Até aqui tudo bem, a questão é que o mundo vive uma crise pandémica e a forma como se faziam viagens e vistos alterou-se drasticamente. A organização das WSOP não terá tido isso em conta quando marcou este embate heads-up com menos de 15 dias de distância após ser dada a última board em Rozvadov.

Segundo Salas, “15 minutos antes de ir para o aeroporto recebi uma notificação a dizer que não poderia entrar nos EUA“. Esta notificação dizia que em Dallas, local para onde iria viajar inicialmente, o certificado emitido pelas WSOP não seria reconhecido.

Este certificado é do mesmo tipo do que Bruno Botteon usou para viajar do Brasil para a Republica Checa, no mesmo podem ler-se os motivos que levam o seu portador a estar em trânsito. Depois desta nega, foi-lhe sugerido outro percurso até Las Vegas.

Disseram-me que alterasse o bilhete para domingo e que tentasse entrar por Miami, uma viagem pior e com uma duração de 35 horas. Ainda assim, duas horas antes de embarcar foi-me dito que também não me deixariam entrar no país. Imagina isto, estou com a minha mulher o meu irmão e dois amigos, ter de alterar tudo duas vezes.”

Salas disse ainda que está muito desconte com a organização e considera um falta de respeito todos os inconveniente causados.

Por fim, o argentino pediu que alterassem o embate final para o dia 5 ou 6 de Janeiro e foi-lhe dito que iriam pensar no caso, acabará por ser realizar no dia 3.

O plano é viajar no dia 1 de noite, chegar aos EUA no sábado de manhã e jogar no dia seguinte, o regresso a casa esta agendado para o dia 5.

Sobre o heads-up sabemos que se disputará mais uma vez sem live stream e será gravado pela ESPN, ou seja, é a terceira decisão incompreensível por parte da organização e que nos priva mais uma vez de assistir à acção.

O shuffle up and deal será dado pelas 17h00 locais, 3h em Lisboa, a stack inicial será de 500.000 fichas e os níveis terão 20 minutos. A estrutura é a que podem ver abaixo:

Nível SB BB BBs por jogador
1 500 1,000 500
2 1,000 1,500 333
3 1,000 2,000 250
4 1,500 3,000 167
5 2,000 4,000 125
6 2,500 5,000 100
7 3,000 6,000 83
8 4,000 8,000 63
9 5,000 10,000 50
10 6,000 12,000 42
11 8,000 16,000 31
12 10,000 20,000 25
13 15,000 30,000 17
14 20,000 40,000 13
€8 Grátis + Bónus 100% até €400

Sem Comentários



Deixe um Comentário