PokerPT.com

Apanhada a suspeita de ter roubado $1 milhão a Esfandiari

A polícia de Las Vegas prendeu no passado sábado, Svitlana Silva. Mulher de 46 anos, é a principal suspeita de ter roubado $1 milhão a Esfandiari e a Bejan, pai de Esfandiari.

De acordo com a notícia publicada pelo Las Vegas Review-Journal, o roubo ocorreu a meio de Julho. A 14 desse mês, Antonio Esfandiari e o pai, Bejan, chamaram a polícia, após chegarem a casa e terem reparado que tinham sido roubados.

Do apartamento situado nas Panorama Towers, os Esfandiari disseram ter sido levado $150,000 em dinheiro, $300,000 a $500,000 em fichas de poker, uma bracelete em platina e diamantes (avaliada em $350,000), alguns relógios de luxo, e uma mala de ouro. A bracelete mencionada, é a bracelete que Esfandiari recebeu quando ganhou a 1ª edição do Big One for One Drop.

Em declarações à PokerNews, Esfandiari mostrou-se particularmente afectado com o roubo da bracelete, mas não só:

O misto de emoções que me corre pelas veias deram lugar à raiva e à dor. Perceber que a minha bracelete WSOP do One Drop já não era minha, foi como que se me espetassem uma faca no coração.

Mas pior que isso foi saber que alguém roubou o meu pai. Ele é o ser humano mais especial no planeta, e saber que alguém lhe faria algo tão egoísta… Essa foi a verdadeira dor. O universo tem esta relação com o karma, e acaba sempre por devolver o que fazes.

Estas declarações de Esfandiari sobre o pai têm explicação simples. No relaório policial, Svitlana Silva foi identificada como sendo uma das pessoas com acesso ao apartamento, isto porque viveu com Bejan de forma intermitente, durante alguns meses e “por diversas vezes ficou sozinha no apartamento”.

Bejan também explicou que Silva terá conseguido abrir o seu quarto e o cofre, porque sabia os códigos de acesso ao iPhone e iPad de Bejan, e cujos números eram similares, variando apenas os últimos dígitos.

Silva foi apanhada após Esfandiari ter alertado a polícia que esta estava a participar em mesas privadas de poker, em Las Vegas, cujo anfitrião registava o nome e buy-in das pessoas participantes. Ao melhor estilo martingale, a mulher natural do Estado do Arizona, começou a jogar com $5,000, que perdeu. Entrou com mais $20,000, e perdeu. A seguir subiu para $30,000, e perdeu uma e outra vez.

Após perder o dinheiro que tinha consigo, ausentou-se, foi a casa buscar um mini-cofre e regressou ao jogo privado. Desta vez pegou em $100,000 em fichas do Aria, que voltou a perder. E depois voltou a entrar com $200,000 em fichas do Bellagio. Desta vez ganhou e foi embora.

Silva foi apanhada num dos parques de estacionamento do Aria Casino, que curiosamente é do lado oposto às Panorama Towers, com a auto-estrada a dividir os 2 empreendimentos.

Após ser apanhada, Silva confessou que tinha mais $25,000 em fichas no carro e disse que quando foi ao apartamento dos Esfandiari “viu lá um tipo desconhecido”, que depois apanhou no elevador e que este tinha os bens dos Esfandiari.

Mais tarde, o Bellagio informou a polícia, que a 11 de Agosto, Silva jogou poker nas suas mesas com “grandes quantidades de dinheiro”.

Apesar de ter sido apanhada pela polícia, Svitlana Silva já está cá fora, após pagamento de fiança, e aguarda julgamento. Julgamento marcado para Outubro, mas ainda de acordo com o Las Vegas Review-Journal, ainda não foi apresentada queixa-crime contra Silva.

*foto Poker Central

€8 Grátis + Bónus 100% até €400
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário