PokerPT.com

Áudio da sessão de esclarecimento da ANAon, 19 de Janeiro

Teve ontem lugar mais uma sessão de esclarecimento da Associação Nacional de Apostadores Online (ANAon), onde o tema de conversa foi o envio do projecto de lei sobre liquidez partilhada, para a Comissão Europeia.

Logo a abrir a sessão, Paulo Rebelo, presidente da ANAon, fez um resumo dos novidades e nem tudo foram boas notícias.

Uma das preocupações da ANAon foi a mudança no projecto de lei, que agora obriga a que a partilha de liquidez seja feita apenas com países que tenham acordo com a nossa autoridade reguladora (SRIJ).

Outra preocupação tem a ver com o mercado das apostas cruzadas, pois o regulamento para esta vertente ainda não foi enviado para a Comissão Europeia. Paulo Rebelo disse mesmo que não vê que esteja para breve, pois surgem sempre “sucessivos obstáculos, novos obstáculos pela frente“.

Acompanha o nosso Twitter e Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

Partilha esta notícia

3 Comentários

snoopy.bzugo há 11 meses

Obrigado pelo update resumido brunoVJ !

brunoVJ há 11 meses

As conclusões que tirei desta sessão foram: - a ANAon já se reuniu com o regulador; - só iremos partilhar liquidez com os países que tenham acordo com o nosso; - não existem quaisquer acordos com países actualmente; - não voltaremos a ter a pole (internacional) que anteriormente tínhamos; - a revisão da lei só vai acontecer em Maio de 2018

Dartagnan há 11 meses

Boas, Julgo que o regulamento que foi enviado para apreciação da CE é muito claro no que ao ponto 3.5.1 diz respeito: "1. Para além do cumprimento cumulativo dos requisitos elencados em 3.4, as entidades exploradoras só podem ser autorizadas a explorar jogos e apostas online com liquidez partilhada quando:  O SRIJ celebre acordos com as entidades reguladoras dos jogo online das jurisdições com as quais a entidade exploradora pretenda disponibilizar jogo e apostas online; OU O SRIJ consiga verificar estarem reunidas as condições técnicas que permitam o cumprimento dos objetivos constantes do presente Regulamento e os princípios gerais orientadores constantes do RJO. " Não faz sentido o SRIJ ter dito isso à ANAon quando o que está escrito no regulamento apresenta uma alternativa no caso de não haver acordos, daí o "OU".. é que está tão claro que nem dá para ter várias interpretações.. ou seja, a plataforma por exemplo da Stars para abarcar outros países, tem que simplesmente respeitar o RJO, nada mais..



Deixe um Comentário

Os comentários efectuados por utilizadores não registados terão de ser aprovados por um moderador. Pode fazer Login ou, se ainda não é membro, Registar-se de forma a poder comentar sem moderação.