PokerPT.com

Esfandiari diz que profissionais têm de ‘deixar de ser tão profissionais’ nas mesas

21/10/2016
Eduardo

O vencedor do maior prémio de sempre num torneio ao vivo, Antonio Esfandiari, está em Londres a participar no circuito regional da 888, e durante o evento teve tempo para dar uma entrevista onde falou sobre o que é preciso mudar.

Para Esfandiari uma das principais mudanças que é preciso fazer para tornar o jogo mais interessante para quem joga, e para quem assiste, é ter um relógio para limitar o tempo das jogadas, e além disso que “os profissionais deixem de ser tão profissionais”.

Se eles demoram tempo demais e tornam tudo tão sério – que já está a ser – tira a diversão toda do poker.

Se queres que mais pessoas se interessem pelo jogo, faz com que seja divertido e deixa de agir como um robot.

Vencedor do primeiro Big One for One Drop, Esfandiari também participou no recente Big One disputado no Mónaco. Uma participação que se cingiu ao papel de coach de Bob Safai, isto porque Guy Laliberté decidiu organizar o torneio apenas com empresários convidados, excluindo os profissionais.

É um elemento diferente no poker. Tens de tentar várias coisas distintas para ver o que cativa as pessoas e penso que foi uma ideia muito criativa do Guy Laliberté, a de introduzir o coaching.

Não sabemos se resulta, mas temos de descobrir.

Acompanha o nosso Twitter e Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

1 Comentário

AP0KERLYPSE há 5 anos

sim ...e melhor mijar nas mesas e usar boxers a jogar ..este aqui e um porco saloio



Os comentários não são permitidos de momento

Deixe um Comentário