PokerPT.com

WSOP 2012 – Menos regras nas maiores World Series de sempre

Em apenas 18 dias começam as World Series of Poker 2012. Este ano, incluem o torneio de maior buy-in de sempre, o maior número de mesas de todos os tempos e, potencialmente, o maior prizepool da história.

O Director Executivo das WSOP, Ty Stewart,  e Jack Effel, Director de Torneio, deram uma conferência de empresa em que o optimismo foi a nota dominante.

Stewart disse inclusivamente que “parece que os momentos negros do poker foram ultrapassados”, numa clara referência à Black Friday.

Os pré-registos estão abertos e já bastante activos e espera-se que sejam as maiores WSOP de sempre. Entre os destaques da conferência, contam-se as seguintes informações:

  • A organização espera ultrapassar os $200M de prizepools – o ano passado o recorde foi batido e fixou-se nos $191M.
  • Apenas a Final Table do Main Event terá live streaming. Ainda estão por definir que mesas finais de outros eventos serão também transmitidas em directo.
  • As leis do Nevada permitem que os homens joguem o Ladies Event mas, como sempre, é altamente desencorajado.
  • O banner do Chris Fergunson no Championship será mantido e não há planos formais para honrar a memória de Amarillo Slim.
  • Este ano, existirão mais 92 mesas localizadas na Brasilia Room, que se juntarão às mesas da Amazon e Pavilion. No total, serão mais de 500 mesas.
  • Originalmente pensado para ser um evento único, é possível que o Big One esteja de regresso em 2013, caso haja interesse por parte dos jogadores.

Para além disto, as regras de “conduta” nas mesas parecem ter abrandado. As regras sobre table talk eram duras, não permitindo que se falasse das mãos em jogo, mesmo que fosse num pote heads-up. Este ano, os jogadores podem dizer o que quiserem, excepto mostrar a mão, e não haja nenhuma decisão a tomar. “Se um jogador estiver em all in e não faltar mais ninguém para falar, o adversário pode dizer “tenho ases e flush draw.” “Claro que haverão erros, mas estamos a tentar que as pessoas de descontraiam e falem mais, mas queremos impedir o soft play e collusion.”.

Quem ficou satisfeito com esta decisão foi Daniel Negreanu. O Team Pro PokerStars é conhecido pela sua table talk e foi um dos principais oponentes a esta regra, defendendo que a table talk é um aspecto essencial do poker e que não tem nada a ver com collusion.

Outra regra que foi suavizada, se lhe podemos chamar assim, foi a pressão para que os jogadores não comemorassem as mãos ganhadoras. Embora os excessos não sejam recomendados, este ano os directores estarão mais receptivos a festejos e manifestações de alegria.

“Houve casos, no ano passado, em que as celebrações foram penalizadas. Uma sala de poker não é uma igreja. Achamos que é preciso trazer de volta a diversão.”

Acompanha o nosso Twitter e Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

Partilha esta notícia

1 Comentário



Os comentários não são permitidos de momento

Deixe um Comentário