PokerPT.com

PokerStars European Poker Tour

Barcelona -
Live Stream

Martin Schleich Vence PokerStars European Poker Tour Barcelona 2011

Eduardo há 11 anos

Martin Schleich é o grande vencedor do [roomd=9] European Poker Tour de Barcelona – Season 8. O torneio que teve um buy in de €5,300 e contou com a participação de 811 jogadores, bateu assim o recorde de maior torneio realizado até hoje em território espanhol. O prize pool do torneio ascendeu aos €4,055,000 e foi dividido em 120 partes, algumas vieram para Portugal.

O alemão Schleich, 29 anos, com uma das stacks mais curtas da mesa mas conseguiu, pacientemente, fazê-la crescer rumo à vitória. A mesa final era liderada por um espanhol, Tomeu Amatos Gomila da [roomd=49], e contava com a presença de mais dois representantes do país vizinho. Juan Perez e o fundador da EducaPoker, Raul Mestre. Nenhum deles logrou alcançar o título, algo que foge a nuestros hermanos há muito tempo.

A final table, que começou com uma hora de atraso, teve na sua primeira vítima uma luso-descendente. Isabel Baltazar foi a oitava classificada e levou de volta para França um cheque de €73,000.

Eugene Katchalov abriu o pote com raise UTG+1 para 110,000 e sentada mesmo ao seu lado, a luso descendente Isabel Baltazar anunciou re-raise para 275,000. A acção rodou em fold e Katchalov meteu toda a sua stack no centro da mesa. Isabel fez call com dqsq.

O Ucraniano mostrou daca e com a board a correr d8c8h8ckh6 eliminou Isabel.

Por esta altura o Team [roomd=9] Pro começava a mostrar serviço e a fazer da sua micro stack, a maior do torneio. Na verdade, existiram momentos em que se pensava que o ucraniano conseguisse alcançar a vitória e com isso o desejado Triple Crown. Nem tudo foram rosas e Katchalov acaba por cair na terceira posição e aos pés do eventual vencedor, Martin Schleich.

E depois de quatro horas e meia desde a última eliminação, tivemos novamente acção. Foi um Katchalov nitidamente exausto o que fez re-raise all in ao raise de Martin Schleich desde o botão. O alemão fez call.

Showdown
Schleich: s9h9
Katchalov: c7s7

A board d7c9d3s8s2 eliminou o Team PokerStars Pro na terceira posição.

Chegados ao head’s-up, a vantagem estava na posse de Martin Schleich com 15,500,000 fichas, Dragan Kostic tinha 8,775,000. O torneio que até aqui tinha sido muito pouco movimentado e durava já há muito tempo, acabou por terminar 13 horas depois do seu inicio e com a vitória do alemão.

O jovem de Munique garantiu  vitória na seguinte mão:

Martin Schleich abriu o pote no botão por duas vezes e Dragan Kostic respondeu com re-raise all in em ambas. Se a primeira vez passou, na segunda as coisas não foram bem assim.

Kostic mostrou cah7 e o alemão Schleich has9.

O flop foi cqh5c2 e tudo apontava para o final do torneio. O turn foi um ck e nada alterou, o river trouxe um h9 e selou o segundo lugar de Kostic.

 
A acção do [roomd=9] European Poker Tour volta ao Live Report PokerPT.com desde Londres no final do mês. De 30 de Setembro a 6 de Outubro o circuito de poker mais antigo da Europa assenta arraiais no Hilton Metropole, fiquem por aí.
 

 

Partilha esta notícia

2º Classificado – Dragan Kostic (€532.000)

Eduardo há 11 anos

Martin Schleich abriu o pote no botão por duas vezes e Dragan Kostic respondeu com re-raise all in em ambas. Se a primeira vez passou, na segunda as coisas não foram bem assim.

Kostic mostrou cah7 e o alemão Schleich has9.

O flop foi cqh5c2 e tudo apontava para o final do torneio. O turn foi um ck e nada alterou, o river trouxe um h9 e selou o segundo lugar de Kostic.

Partilha esta notícia

Martin Schleich começa a chegar-se à frente

Eduardo há 11 anos

Martin Schleich abriu o pote com raise para 525,000 e Kostic respondeu com raise para 1,500,000. O alemão meteu 3,4000,000 no centro da mesa e recebeu call.

O flop foi d5h9s8 e Schleich apostou 1,500,000, Kostic fez call. O turn foi um ca e Schleich foi all in. Kostic fez fold e ficou com menos de 7,000,000 fichas.

 

Partilha esta notícia

3º Classificado – Eugene Katchalov (€315,000)

Eduardo há 11 anos

E depois de quatro horas e meia desde a última eliminação, tivemos novamente acção. Foi um Katchalov nitidamente exausto o que fez re-raise all in ao raise de Martin Schleich desde o botão. O alemão fez call.

Showdown

Schleich: s9h9
Katchalov: c7s7

A board d7c9d3s8s2 eliminou o Team [roomd=9] Pro na terceira posição.

Partilha esta notícia

Mais do mesmo!

Eduardo há 11 anos

Fraram inicia a acção com raise para 600 fichas e na small blind Eman vai all in de perto de 5.000 fichas! O vencedor do Sunday Million pondera um pouco e opta pelo call com o seu hahj contra o casq de Eman.

Flop: s6dadk

Turn: c5

River: d5

Mais um split pote e os jogadores dividem as blinds!

Partilha esta notícia

Tempo de intervalo, mais um

Eduardo há 11 anos

Com os três jogadores com stacks muito semelhantes vamos para mais um intervalo.

1 Martin Schleich 9,805,000
2 Dragan Kostic 8,755,000
3 Eugene Katchalov 5,710,000

 

Partilha esta notícia

Katchalov Dobra por Schleich

Eduardo há 11 anos

Martin Schleich abriu o pote com raise para 500,000 na small blind e Eugene Katchalov fez call na big. O flop foi cah8d6 e Schleich apostou 400,000, Katchalov fez call.

O turn foi uma hq e Schleich fapostou 800,000. Katchalov fez raise para 2.885 milhões (all in) e Schleich acabou por fazer call. O seu dahk estava atrás do dqd8 de Katchalov.

O river foi um d4 e Katchalov dobrou a sua stack (7,5M).

Partilha esta notícia

Kostic está short

Eduardo há 11 anos

Dragan Kostic tem estado muito activo neste nível e as coisas começaram a correr-lhe mal. Na última mão “mandou 3 barris” e Katchalov recolheu na board d7skd2sac6. Os montantes foram 250,000 no flop, 550,00 no turn e 1,450,000 no river.

Kostic fez muck no river e Katchalov ficou incredulo, recolheu o pote e deixou o adversário com 3,6 milhões.

 

Partilha esta notícia

Chip count a 3

Eduardo há 11 anos
1 Martin Schleich 11,100,000
2 Eugene Katchalov 8,345,000
3 Dragan Kostic 4,800,000
 

 

Partilha esta notícia

Intervalo no marasmo

Eduardo há 11 anos

Isto é mesmo impressionante, estamos em tempo de intervalo e passado um nível não tivemos nenhuma mão digna de registo. A este ritmo estamos cá quando o sol nascer.

Partilha esta notícia