PokerPT.com

“Não é possível fazer um Rounders ou um Good Will Hunting hoje em dia” Matt Damon em entrevista

Bill Simmons é uma das figuras incontornáveis dos media de desporto do outro lado do Atlântico e a sua paixão pelo poker é também conhecida. O convidado, Matt Damon, foi agarrado para o mais recente episódio do podcast de Simmons, na sua rede The Ringer, e dos temas no menu há um que nos salta aos olhos: Rounders.

Colocado à disposição do público a 11 de Setembro de 1998, Rounders inspirou o poker-BOOM da primeira década do novo milénio com as aventuras no mundo underground dos cash games de Mike McDermott, personagem de Damon.

Na longa conversa heads-up, Damon coloca o seu argumento para a impossibilidade de uma sequela ao filme de poker:

“Havia o mercado DVD e este evaporou-se. Desapareceu. Quando perguntei a um “studio head” enquanto promovíamos The Martian qual foi o real impacto da perda, ele respondeu 50%. Metade do negócio foi canibalizado. É apenas tecnologia. Há formas diferentes de entregar o produto.” explica Damon enquanto clarifica que se um serviço como Netflix não se interessa por um projecto destes, nenhuma companhia se interessará.

“O [mercado DVD] foi substituído pelo sucesso de bilheteira internacional. Queres filmes grandes e fácil de entender por todos à volta do mundo, através de linguagens e culturas. Isto significa que falas menos, tornas as coisas mais simples – chapéu branco, chapéu preto, superheróis. Faz todo o sentido, não faz? Todos reconhecem o mau e o bom. Gasta-se $400 milhões e muitas explosões. Não podes colocar o Rounders contra este contexto. Todos se perguntam o que será da indústria cinematográfica.”

Sem interessados e com Brian Koppelman, escritor no filme original, a responder “se me perguntares por uma sequela, invento uma m**** qualquer“, com palavrão e tudo, o destino mais provável dum Rounders 2 parece ser a imaginação colectiva.

Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário