PokerPT.com

Mais provas contra Fedor Kruse e caso do uso de solvers em tempo real

No primeiro artigo em que revelamos a história de Fedor Kruse dissemos que esta seria talvez a ponta do iceberg e que muito ainda viesse a público nos próximos dias. Ontem, o fórum de poker 2+2 trouxe mais informação relevante sobre Kruse e de como usaria o solver em tempo real para tirar vantagem nas mesas de cash games.

solver - Fedor Kruse
Fedor Kruse a usar solver enquanto joga

O tópico sobre o assunto é grande e esclarece alguns pontos mal contados na acusação feita no Textbin sobre “GlitchSystem”, o nickname de Fedor Kruse na PokerStars. Entre as várias imagens de conversas trocadas com Kruse, emails enviados à PokerStars e outros documentos, deixamos aqui em baixo um resumo de alguns dos pontos que achamos mais relevantes para o caso em questão:

  • Segundo a publicação, os dois colegas de casa, Niklas e Manuel, tentaram demover Fedor Kruse de usar solvers para jogar poker online.
  • Fedor Kruse usava dois computadores, dois ratos e dois teclados (como é possível ver nas imagens acima). Num jogava poker, noutro navegava pelo solver com soluções de jogo pré-resolvidas.
  • A PokerStars foi alertada pelos colegas de casa de Fedor Kruse para o facto de usar solvers e “não foram levados a sério durante um longo período de tempo” (talvez meses?), até que profissionais highstakes alemães trouxeram mais provas e denunciaram Kruse à sala (acusação feita no Textbin).
  • A 8 de Setembro a PokerStars e a GGPoker receberam mais provas (imagens de conversas), com Kruse a gabar-se da sua “dream machine”.
  • Sandro aparece numa dessas conversas e ficámos a saber que é este amigo de Kruse quem lhe fornece a base de dados do solver. O nickname na Pokerstars é “nosuperstarr” e na GGPoker “forgermany”, e aparentemente não usa a sua própria base de dados, mas poderá ter vendido a mesma a outros jogadores, tal como fez com Kruse. Na publicação pede-se mais informações sobre este Sandro, de quem não se conhece o último nome, mas que se sabe que evita contactos sociais.
  •  Kruse acusou no sábado, durante stream de um jogador, os dois colegas de casa de terem acção nos seus jogos. Isto foi confirmado, com Manuel a dizer que comprou ação em duas mesas que contabilizaram algumas horas de jogo. Niklas comprou acção (2,5% e 5%) durante duas semanas em Maio.
  • A folha do Excel com a venda de acção implica outro jogador streamer no caso. O embaixador da Natural 8 (skin da GGPoker) Henri Bühler sabia do uso de solvers e comprou acção entre 30% e 60%, facturando só em Maio mais $41.000 com Kruse. Niklas recebeu pouco mais de $2.800 no mesmo mês.

Caso discutido no Twitter e esperam-se novos desenvolvimentos

O caso já chegou às redes, onde é amplamente discutido. Patrick “Pads” Leonard foi quem deu o alerta no vídeo com Joe Ingram e Benjamin “bencb” Rolle para uma nova “bomba” no poker e agora é também chamado a dar a sua opinião sobre o mesmo. O jogador inglês é quase sempre um denunciante destes casos, como fez recentemente quando meia centena de jogadores foi acusada de usar inteligência artificial na 888poker, mas por enquanto mantém-se cauteloso em relação ao assunto:

Apesar da grande acção do poker online para este domingo e início de semana, Leonard está disponível para falar sobre o assunto e trazer mais detalhes na quarta-feira, deixando ainda o aviso para que os jogadores escolham os sites de poker online mais seguros para jogar:

Foto: PokerStars/Danny Maxwell

€8 Grátis + Bónus 100% até €400
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário