PokerPT.com

Las Vegas reabre: o bom, o mau e o temporário?

Las Vegas começa lentamente o processo de reabertura pós pandemia global e o início é com planos e alterações de processos de forma a cumprir as novas exigências da Nevada Gaming Control Board, entidade reguladora com decisão final do como e do quando. Até lá, Las Vegas não reabre. Aproveitando o artigo do nosso colega Jon Sofen da CardChat.com, é possível encontrar vários pontos em comum nos vários planos de saúde e higiene de alguns dos maiores operadores da Strip e não só.

Antes da análise, repetimos o facto mais importante: tudo depende da NGCB, suas exigências e decisões. Entre as muitas normas de higiene e segurança, distanciamento social e semelhantes, o regulador de jogo de Las Vegas comunicou que o poker, como noticiamos a 4 de Maio, terá que ser jogador com um máximo de quatro jogadores por mesa. As primeiras indicações do regulador permitiram a publicação das primeiras versões dos planos de cada casino, com estas a evoluírem com o tempo e mais informação (o Wynn já vai na versão 3.3, por exemplo).

Ainda não se sabe quando, mas já se começa a ter uma ideia do como…

O Bom

Higiene. Os casinos são locais de grandes concentrações de pessoas, quer em visitas como à volta de cada mesa de jogo, principalmente nos nossos bem conhecidos festivais de poker ao vivo, que nem são comparáveis com a quantidade de pessoas que se desloca à Strip numa noite de fim-de-semana. As novas medidas de limpeza são drásticas, tanto na sua regularidade como intensidade, o que ajudará não só a controlar o COVID-19, como também restantes maleitas que os ambientes fechados dos casinos ajudam a proliferar.

Alguns pontos sobre as novas medidas de higiene são comuns nos planos dos casinos:

  • Desinfectante para as mãos em vários locais
  • Limpeza regular de fichas
  • Limpeza regular de slots
  • Limpeza a cada utilização do local de jogo
  • Uso de máscaras pelos funcionários

Não sendo certo que os novos processos se mantenham após o regresso à normalidade que permita encher um estádio de futebol, todos ajudariam certamente a manter e melhorar a saúde de todos os clientes de casino.

O Mau

Nada vai ser como antes. As enormes doses de adrenalina e gamblice que transbordam por todos os cantos de Las Vegas não existirão. Começando por “nós”, as mesas de quatro jogadores não permitirão a realização de nenhum tipo de poker, excepto heads-up, como no passado, independentemente da variante ou formato. Alguns dos planos de reabertura de Las Vegas informam mesmo que poker continuará encerrado durante a primeira fase de reabertura dos casinos. Para os adeptos de BlackJack, Craps e mais jogos bancados, a zona de jogo vai estar restrita ao jogador, sendo proibido o “rail”, e cada mesa receberá o mesmo tipo de corte das mesas de poker na capacidade.

Com 50% de capacidade de limite, cada casino irá ter que planear a sua sala de jogo de forma bem diferente da habitual. Slots desligadas, cadeiras retiradas e fiscalização do respeito do distanciamento social será a norma durante a reabertura.

O Temporário?

Para além das dúvidas que já expressamos acima sobre a manutenção destas novas medidas no eventual regresso à normalidade, há outras mais previsíveis. O MGM Resorts anunciou a eliminação dos parques pagos e corre o rumor que o Caesars ie o Cosmopolitan irão decidir o mesmo, permitindo poupar umas dezenas de bucks aos clientes que se deslocam de automóvel a Las Vegas. É também possível que os novos sistemas de controlo de entrada com medição de temperatura por processos não evasivos poderão receber menor atenção no pós pandemia.

Em Portugal ainda não existe qualquer informação oficial publicada sobre “como” e “quando”, como tal o PokerPT irá entrar em contacto com os concessionários de jogo ao vivo do país em busca de mais informação. Nota para a excepção do Casino da Madeira, que pelas redes sociais informa a reabertura a 1 de Junho às 16h, sem mais informação concreta além de “Estamos preparados para recebê-lo com toda a segurança.”. Segundo o dinheirovivo.pt, “O [Grupo] Pestana pôs no terreno um protocolo interno de procedimentos com o objetivo de oferecer as melhores condições de segurança e higiene a hóspedes e colaboradores, em linha com as orientações da Direção Geral de Saúde.”

Será motivo para GL ou GG?

Bónus de 50%, até um máximo de 50€
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário