PokerPT.com

Jason Mercier não vai jogar a PokerStars Caribbean Adventure e anunciou o adeus à PokerStars

09/01/2018
PavlovDoorman

O norte-americano natural do estado da Flórida, é o segundo grande nome a deixar a PokerStars nas semanas mais recentes. Primeiro foi Vanessa Selbst, que afastou-se não só da PokerStars como da carreira de jogadora de poker. Já Mercier diz que vai continuar a jogar poker, mas que agora quer ser “pai e marido a tempo inteiro”.

Num texto publicado no blog da PokerStars, Mercier explica assim a sua decisão:

Eu sabia que eventualmente acabaria por escrever algo assim. A dúvida que tinha era quando.

É irónico que o esteja a fazer agora, 6 de Janeiro de 2018. Este dia tem vários significados importantes para mim. O mais importante é que o meu filho Marco faz 3 meses hoje. Eu e a minha esposa, Natasha, passamos a manhã a levar o nosso filho a uma consulta inesperada. Tive de guiar 30 minutos desde casa, em Fort Lauderdale, para irmos a outro médico que não o habitual, porque o Marco parecia estar constipado há vários dias. A Natasha estava preocupada que ele pudesse ter uma otite, pois tinha uma pequena febre. Graças a Deus, era apenas por causa da constipação, que com o tempo passa.

Depois de chegarmos a casa, passei o resto do dia sentado no sofá a ver desporto. Além das minhas tarefas habituais de esposo, foi assim que passei o dia. Vi os playoffs da NLF, jogos da NBA, basquetebol universitário, e NHL. Quando os jogos acabaram, sentei-me para escrever este texto.

A ironia do dia de hoje, 6 de Janeiro, é de que além de o meu filho fazer 3 meses, é também o dia de arranque da PokerStars Caribbean Adventure, nas Bahamas. Um arranque em grande, com o $100K Super High Roller.

Desde que comecei a jogar poker ao vivo, é a primeira vez que falho o PCA. Até este ano, fui 10 anos seguidos. Foi no PCA que tive a minha primeira experiência do poker ao vivo. Além disso joguei todas as outras edições do Super High Roller de $100K nas Bahamas (7 anos).

A minha decisão de não ir ao PCA foi dura, contudo todas as escolhas que me levaram a essa decisão foram muito fáceis.

Tudo começou no verão de 2016, quando decidi que ia pedir a minha namorada em casamento. Ela disse sim, e a decisão seguinte era a de quando e onde nos íamos casar. Tivemos um noivado curto, seguido de um casamento espectacular. Ambos sabíamos que queríamos ter filhos o mais rápido possível, e felizmente ela engravidou passados apenas 2 meses.

O nosso menino, Marco Henry, nasceu a 6 de Outubro de 2017. A minha vida mudou nesse dia, e para melhor. Ser pai acarreta uma mudança completa em quem tu és. Já não fico tão preocupado com o que quero, mas pelo bem estar da minha esposa e do meu filho (e filhos futuros). Servir e ser o pai da minha família é de capital importância.

Depois de o meu filho ter nascido, eu sabia que as coisas iam ser diferentes. Um dos assuntos principais que tinha de ponderar era a minha relação com a PokerStars. O meu contrato expirava no final de 2017, e eu não tinha a certeza do que se ia passar em relação a isso. Tinha muitas questões na mente. Será que agora quero viajar? Quanto tempo posso viajar? Devo continuar a jogar tanto poker? Como vai ser na estrada, tendo um filho? Será que a PokerStars ainda me quer? A minha esposa vai continuar a jogar poker? PRECISAMOS DE UMA AMA A TEMPO INTEIRO???

Com o aproximar do final do ano, adiei a inevitável discussão sobre o contrato com a PokerStars. Quando eu e a minha esposa nos casamos, e depois ela engravidou, de início pensamos que íamos continuar a viajar mesmo com o bebé, pelo menos durante um ou dois anos.

Por isso tentei pensar em todas estas questões e decidir o que era melhor.

Quanto mais pensava ao longo dos dias e das semanas, a resposta parecia simples. Provavelmente ia ser o final da minha ligação à PokerStars, e o fim do meu calendário de viagens a tempo inteiro.

A conversa sobre o meu contrato foi breve. Não ficaram ressentimentos, nem nunca poderiam existir. Fui profissional da PokerStars durante 8 anos e meio maravilhosos. Estarei para sempre grato a eles, por me terem dado esta oportunidade quando era apenas um puto de 22 anos, que tinha acabado de ganhar a sua primeira bracelete no verão de 2009. Houve alturas em que pensei que podia ser Pro da PokerStars para toda a vida… hey, um puto pode sonhar ou não pode? Obrigado a todas as pessoas maravilhosas com quem trabalhei na PokerStars, o vosso apoio e amizade são incalculáveis.

Quero também agradecer à minha família, amigos, e fãs que me apoiaram ao longo da minha carreira. Para que fique claro, não me estou a retirar do poker. Não só vou voltar ao PCA no próximo ano, como estou entusiasmado com o PokerStars Player Championship, e tenho a intenção de jogar os grandes eventos aqui na Flórida, e a partir de agora planeio ir a Las Vegas no verão, para jogar as World Series. Mas agora a minha principal preocupação, e a minha prioridade, é ser pai e marido a tempo inteiro.

Ao fazeres um Primeiro Depósito mínimo de €10 na PokerStars, tens direito a €20 Grátis, utilizando o Código de Bónus portugal20.

Sem Comentários



Deixe um Comentário