PokerPT.com

Vasco Mesquita vence Ranking ao Vivo 2019; Entrevista!

Com o fim do ano à porta é tempo de fazer contas no que diz respeito ao poker ao vivo em Portugal e também de congratular o vencedor do Ranking ao Vivo Portugal 2019 promovido pelo PokerPT.comVasco Mesquita foi o vencedor da competição que reuniu os resultados dos maiores torneios – buy-in acima dos €300 – realizados em Portugal.

A vitória na etapa #5 da Solverde Poker Season e a prestação de excelência no Main Event do WPTDeeepStacks Portugal, onde foi segundo classificado, chegaram para que conquistasse o ranking nacional com 2.273 pontos. Uma vantagem confortável sobre o segundo classificado Duarte Afonso, com 1.469,17 pontos. O pódio ficou ainda completo com a medalha de bronze de David Abreu, com 1.426,18 pontos.

O nosso Editor Chefe Bruno “Blocodabarra” Santos realizou uma entrevista com o campeão Vasco Mesquita onde falam da vitória desta competição e do poker ao vivo em Portugal:

Entrevista com Vasco Mesquita:

Vasco Mesquita

Bruno: Muitos parabéns Vasco!

Vasco: Muito obrigado, Bruno!

Bruno: Ainda que seja absolutamente natural que se entre em todos os torneios para ganhar, arrancaste a época com algo deste tipo em mente?

Vasco: Nem perto disso, em 2018 tinha ganho um Solverde em Monte Gordo no início do ano, e foi um ano e meio sem fazer um ITM até ganhar o Solverde de Vilamoura!

Ainda estava a trabalhar como gestor no IKEA, mas a vontade de voltar a jogar “a sério” estava a ser cada vez maior. Sempre joguei cash games, durante alguns anos partilhei escritórios em Coimbra, mas na altura em que o poker “morreu” em Portugal, decidi dedicar-me à gestão e à minha carreira nessa área, deixando o jogo em segundo plano.

Bruno: O ano de 2019 foi de mudança para ti, decidiste focar-te no poker em exclusivo e os resultados, pelo menos ao vivo, apareceram em quantidade e qualidade. Vais mudar alguma coisa em 2020?

Vasco: É verdade que sim, mas também é verdade que foi um pouco na ordem inversa, os resultados apareceram muito cedo, até antes de me juntar à Team Exploit Cash (minha vertente de jogo online). Foi um ano incrível, tive imensa sorte, há imensos jogadores em Portugal com maior qualidade e conhecimento que eu, mas fui eu o abençoado do ano! Lidem 😂🥇

Para 2020 quero mudar várias coisas, uma delas é a minha dedicação ao Cash online, devo-o ao Arise e Segrob que apostaram em mim, e a mim mesmo, porque quero poder chegar a um nível alto da variante, que é de longe a minha preferida.

Bruno: Que importância dás ao jogo ao vivo como componente da tua actividade profissional?

Vasco: O jogo ao vivo está a tornar-se casa vez mais interessante, há cada vez mais eventos e de maior prize pool. Talvez por ter sido algo que não fazia até há uns dois ou três anos atrás, ainda tiro imenso prazer dessas viagens e de todo o convívio. Outro motivo para jogar torneios ao vivo é que sempre precisei de desligar do cash para não me “fartar”, acho muito importante manter o amor pelo poker e usava os domingos para isso, para jogar torneios, agora também o faço com umas idas a Espanha ou outro lado.

Vasco Mesquita Silma Macalou

Bruno: Como classificas a qualidade média do field nos torneios de poker em Portugal?

Vasco: Não sou a pessoa ideal para responder a isso visto que fiz poucas viagens para fora, mas pelo que me contam e pelo que vejo, é muito mais fácil fora daqui, por exemplo o HR de Espinho tinha o field mais forte que podia ter, nem me atrevi a jogar 😬 , enquanto que em Madrid duas semanas antes, vi o field mais fraco de todos num HR de €1.200, parece que quanto mais dinheiro houver no país/cidade mais soft é o field.

Bruno: Qual a tua posição, num dos temas mais discutidos da actualidade, quanto aos torneios ao vivo. Reentries: SIM ou NÃO?

Vasco: Para mim, Sim. Não vou ser altruísta no que toca à minha profissão, a mim dá jeito que haja reentries!

Percebo que a eliminação do torneio deva ser só uma, mas fazer uma viagem sabendo que após “uma bala” temos que voltar para casa é péssimo, e nem todos os eventos têm capacidade para ter side events relevantes.

Acho que as reentries interessam a todos, os recreativos também fazem muitas, parece-me mais uma discussão entre regs e gestores de eventos. Política no poker 🤦

Bruno: Que alterações farias nos torneios se fosses tu a assinar por último?

Vasco: Em Portugal? Reentries durante mais níveis, acho chato que nos Solverdes não se tenha pelo menos mais 2 níveis ao sábado, principalmente para quem não pode jogar os dias anteriores.

Lá fora? Vou descobrir este ano 😉

Bruno: ps. ainda estou à espera do almoço com seat ibiza.

Vasco: Prometido 😂

€20 Grátis + Bónus 100% até €2.000
Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário