PokerPT.com

“Eliminar o Supernova Elite foi um erro” – Isai Scheinberg em entrevista

27/10/2021
PavlovDoorman

O fundador da PokerStars, Isai Scheinberg deu uma raríssima entrevista ao site Poker.org, apenas a sua 2ª, onde entre outras coisas defende que “eliminar o Supernova Elite foi um erro“. Isai diz mesmo mais, se ele e o filho ainda mandassem na PokerStars, isso nunca teria acontecido.

Isai fundou a PokerStars em 2001, empresa que vendeu em 2014 por $4,9 mil milhões. Desde o início Isai tinha uma ideia bem definida para a sala, os clientes seriam sempre o mais importante, seguindo a velha máxima de que “o cliente tem sempre razão”. E por isso mesmo apostou desde o início na qualidade e quantidade da equipa de apoio ao cliente.

Senti que ter pessoas inteligentes e diligentes no apoio ao cliente, era fundamental para o sucesso da empresa. Queríamos que as dúvidas dos clientes fossem respondidas rapidamente e de forma honesta, e desde o início que providenciamos ferramentas para que isso fosse possível.

Um dos motivos que levou a PokerStars a dominar o poker online durante anos e anos, era o seu sistema de recompensas:

O nosso programa VIP transparente e generoso foi outra peça chave, além do software de topo e um fantástico suporte.

Um sistema de recompensas que tinha no estatuto de Supernova Elite o seu expoente máximo, um patamar que todos os jogadores de poker online almejavam chegar, e que nos seus primeiros anos permitia aos jogadores trocar pontos (FPP’s), por dinheiro ou por artigos da Loja VIP. Um dos artigos mais cobiçados era um Porsche Cayenne, que Dario Minieri foi o primeiro a conseguir adquirir.

Outro forte alavanca para o crescimento da PokerStars, foi a vitória de Chris Moneymaker nas WSOP, depois de se ter apurado através do sistema de satélites da PokerStars. Apesar de levar muitos jogadores às WSOP nesses primeiros anos, a PokerStars estava longe de ser a maior sala de poker online. Esse estatuto era disputado entre a Paradise Poker e a partypoker.

Contudo o Moneymaker Effect mudou o poker, tanto ao vivo como online. Quando Moneymaker ganhou o Main Event, a PokerStars já tinha um embaixador, Tom McEvoy, e via em Moneymaker a cara perfeita para uma nova contratação. Moneymaker cujo primeiro contrato foi de 2 anos, e que chegou a pensar mudar-se para a Full Tilt Poker.

Eu não fazia ideia nenhuma dos valores que devia pedir e ingenuamente pedi uma parte da empresa. Olhando para trás, teria sido muito simpático! Mas no final, chegamos a acordo para um contrato de 2 anos. Rapidamente ficou claro que tinha sido um mau negócio para mim, era muito pequeno, e isso ficou mais evidente com o poker boom nos 12 meses seguintes.

Eu pensava que era uma porcaria, mas tinha um contrato de 2 anos, e não seria justo ir ter com o Isai para pedir a rescisão. Não foi preciso. Sem que eu tivesse pedido, ele veio ter comigo no final do primeiro ano e disse: “Vamos negociar”.

A partir daí soube que ficaria com a PokerStars durante muito tempo. Surgiu uma oportunidade de ir para a Full Tilt como um dos investidores iniciais, mas a generosidade do Isai, em vir falar comigo naquele dia levou-me a ficar. Ele tomou conta de mim, da mesma forma que queria o melhor para todos os jogadores.

Chris Moneymaker

O melhor para a sala veio nos anos seguintes ao efeito Moneymaker, já que em 2004 Greg Raymer como qualifier também ganhou o Main Event das WSOP, assim como Joe Hachem em 2005. Jogadores que também assinariam com a Team Pro da sala.

Um homem com visão, nesta entrevista Isai recorda o processo conhecido como Black Friday e o escândalo financeiro da Full Tilt Poker. Em 2011 e como consequência de o Departamento de Justiça ter obrigado a PokerStars e a Full Tilt Poker a saírem dos Estados Unidos, assim como outras salas, a Full Tilt Poker fechou e ao contrário da PokerStars, não tinha garantido os saldos dos seus milhares de jogadores.

A PokerStars decidiu avançar com a compra dos bens da Full Tilt e pagar um total de $547 milhões, para que todos os jogadores fossem ressarcidos do dinheiro que tinham na sala.

Sentimos que deixar os jogadores perderem centenas de milhões do seu dinheiro seria devastador para a indústria do poker no seu todo.

Convidado a falar sobre o que espera para o futuro do poker, Isai falou do inevitável tema das barreiras legais nos Estados Unidos:

Espero que muitos mais Estados abram as suas portas, ou ainda melhor, que seja feita uma lei federal. Para que haja um novo boom no poker, os Estados Unidos precisam de abrir as portas e juntarem-se à liquidez partilhada a nível mundial.

Hoje em dia, Isai é conselheiro do site Chess.com, no qual o filho Mark (que também o acompanhou em todo o processo de criação e desenvolvimento da PokerStars), é um dos principais accionistas.

Isai Scheinberg é um dos 10 nomes que vão a votos para entrarem este ano no Poker Hall of Fame, e é mesmo um dos favoritos.

*foto de Andrew Barton

Pacote de Boas-Vindas & Bónus de 100% até €500 & Oferta de €50 em SPINS

Sem Comentários



Deixe um Comentário