PokerPT.com

Doug Polk analisa o jogo de Negreanu

15/02/2021
PavlovDoorman

Um feroz e insistente crítico de Daniel Negreanu, o que é que pensa Doug Polk agora que terminou o Challenge entre os 2 jogadores? Doug Polk analisa o jogo de Negreanu num vídeo que publicou no seu próprio canal.

O desafio entre Polk e Negreanu durou 25.000 mãos, no final das quais Polk ganhou $1.201.807. Um valor bem elevado, mas ainda assim deu para Negreanu mostrar que estava melhor preparado do que se pensava. Ainda por cima tendo em conta, que pela frente tinha um dos melhores jogadores do mundo de heads-up.

Desde logo Polk diz que para um jogador cujo principal foco são os torneios de poker ao vivo, Negreanu portou-se “excepcionalmente bem para o que eu esperava.” Doug destacou alguns pontos importantes, que distinguem os torneios dos heads-up de cash como por exemplo ter de se jogar a larga maioria das mãos, de ter de enfrentar posições complicadas de forma constante, ter de fazer calls fracos, bluffs arriscados…

Acho que ele não estava pronto para este nível de batalha constante, quando se vem de um ambiente de torneios ao vivo, é um salto muito difícil de dar. Mas acho que ele jogou excepcionalmente bem, tendo em consideração que não tinha grande experiência neste formato. E de acordo com as frequências que pedi à minha equipa para analisar, o que tínhamos acordado poder-se fazer durante o desafio, vi que ele jogou relativamente bem na maior parte das situações. Não há muitos spots onde eu ache que o Negreanu tenha jogado muito mal.

Há alguns spots onde acho que ele não jogou bem, mas no geral o seu jogo foi razoavelmente sólido.

Mas se Negreanu jogou bem na maior parte das vezes, como é que Polk explica a diferença de valores no final do desafio? Para Polk a principal pecha no jogo de Negreanu foi a agressividade, ou neste caso a falta dela:

Acho que ele foi muito conservador na disposição de arriscar todo o dinheiro. Foi algo muito constante na maioria do desafio, mas acho que na parte final ele esteve muito melhor, ao aperceber-se que se não arriscasse iria perder. E acho que isso como que libertou a sua forma de pensar, para ser mais agressivo, procurar ganhar mais potes, colocar-me perante posições complicadas.

Qual a análise global de Polk a Negreanu?

No global dou-lhe um Bom, um Bom Mais. Acho que ele bate qualquer um que não seja um experiente jogador profissional de heads-up NLHE, não teriam hipótese contra ele. As pessoas que jogam este formato de forma profissional teriam edge sobre o Negreanu, mas ele evoluiu muito e acho que isso é de admirar.

Ao longo do extenso vídeo, que podem ver a seguir, Polk analisa algumas mãos de forma mais pormenorizada.

€8 Grátis + Bónus 100% até €400

Sem Comentários



Deixe um Comentário