PokerPT.com

As partidas de poker da equipa “deram cabo de mim” – Klay Thompson relembra os primeiros anos na NBA

04/12/2019
PavlovDoorman

O poker faz parte da cultura norte-americana, e da mesma forma que por cá se joga uma bisca ou uma sueca nas deslocações das equipas, na NBA o poker é o prato forte. Jogos entre milionários, que estão entre os principais erros financeiros que Klay Thompson cometeu nos primeiros anos da sua carreira.

Numa entrevista com Maverick Carter, do canal de YouTube: Uninterrupted, Klay falou de basket, mas essencialmente do lado financeiro de um jogador profissional da NBA.

E ficamos a saber que o Poker acabou por lhe dar uma lição, que é um mandamento neste nosso desporto: Gestão de banca.

Klay foi escohido pelos Golden State Warriors em 2011, e com o seu primeiro grande cheque comprou algo que ainda tem, uma mesa de Bilhar.

Depois cometeu alguns erros:

Eu fiz alguns erros, como o da acumulação. Especialmente de roupa, por causa do estilo na NBA. Eu tinha o armário cheio e só usava uns 5% da roupa. Questionava-me, o que é que estou a fazer com toda esta roupa a mais?

Tive de me livrar destas tendências de acumulação, precisei de algum tempo.

Durante uns tempos o que também deu cabo de mim foram as partidas de Poker da equipa.

Partidas que tinham lugar nas deslocações da equipa, no avião.

É uma bela forma de fomentar camaradagem, mas tínhamos uns tubarões e era complicado aguentar com o salário de um rookie. Especialmente quando estás a jogar contra pessoal que é profissional há 8, 9 anos.

O gene competitivo é activado, especialmente no Poker, que é um jogo tão emotivo.

Quando tinha de fazer mais que um buy-in…
Quando eu tinha de explicar ao meu consultor financeiro, não era bom sinal.

No teu ano de rookie foste apanhado a reentrar mais que uma, duas vezes?

Algumas vezes, especialmente no meu 2° e 3° ano. Mas essa foi uma das minhas falhas, adoro jogar cartas.

Klay já aprendeu que não se deve nadar fora de pé, que no mundo do Poker se traduz numa correcta gestão de banca, se bem que com o actual contrato ($190 milhões em 5 anos), pouca gente na NBA o pode acompanhar.

Na entrevista ficamos ainda a saber, que Klay se considera um homem simples, sem gostos extravagantes, e que em vez de comprar carros desportivos, preferiu comprar um barco. Barco que pretende utilizar para levar crianças a pescar, através da Fundação que criou: Thompson Family Foundation.

Klay é filho de Mychal, ex-jogador da NBA que é natural das Bahamas. E a fundação tem por missão melhorar a vida de jovens tanto nos Estados Unidos como nas Bahamas, incutindo a prática desportiva nas suas vidas.

*foto NBA

€8 Grátis + Bónus 100% até €400

Sem Comentários



Deixe um Comentário