PokerPT.com

Selecção: Queiroz paga para ver a ‘sua’ equipa

21/08/2010
Eduardo
A cumprir já o castigo de um mês que lhe foi aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), na sequência do inquérito que lhe foi instaurado por insultos à equipa médica da Autoridade Antidopagem de Portugal, no estágio da Covilhã antes do Mundial, Carlos Queiroz tenciona manter-se próximo da Selecção Nacional e vai pagar do seu bolso as deslocações a Guimarães, onde Portugal recebe Chipre, e a Oslo, quando a equipa defrontar a Noruega.
A revelação foi feita à agência Lusa por uma fonte próxima do seleccionador que, recorde-se, viu anteontem terminar o "processo dos insultos" com a sua condenação e ser alvo da abertura de outro, por parte da Direcção da FPF, devido ao teor das declarações proferidas numa entrevista ao semanário "Expresso".
No cumprimento do castigo de um mês de suspensão (acrescido de multa de 1000 euros), Carlos Queiroz vê suspenso, durante aquele período, o seu contrato de trabalho com a FPF, ficando, desse modo, impedido de assinar a convocatória para os primeiros jogos da fase de qualificação para o Euro’2012, dirigir os treinos das selecções nacionais e mesmo de frequentar as instalações da FPF. Agostinho Oliveira é quem vai orientar a equipa nesses dois primeiros jogos.
Vai recorrer mas perde um mês de salário
A partir do momento em que foi, anteontem, notificado do castigo, Carlos Queiroz dispõe de quatro dias úteis para interpor recurso e só ontem, como refere no seu comunicado, o seleccionador decidiu fazê-lo, pelo que o mesmo deverá dar entrada no Conselho de Justiça da FPF até à próxima terça-feira. O seleccionador nacional vai ficar privado de um mês de salário correspondente ao período do castigo, do mesmo modo que não terá direito a receber qualquer prémio referente aos dois jogos que não orientará.
Fonte O JOGO

Sem Comentários



Deixe um Comentário