PokerPT.com

A nova vida de James Akenhead

17/01/2014
Eduardo

Antes da aparição de Sam Trickett, o britânico que brilhava no circuito de poker mundial era James Akenhead. Em 2009 teve o seu melhor ano de sempre, chegando à mesa final do Main Event WSOP e WSOPE, e ainda ganhou o Full Tilt Poker Million em Londres.

Desde então muito mudou na vida de James Akenhead, que abandonou a carreira de jogador profissional e gere agora um restaurante/bar do qual é sócio, nas docas de Londres. Restaurante que se chama The Reach Bar.

Em entrevista ao site PokerPlayer.co.uk Akenhead diz que descobriu que o poker como carreira profissional não era para si:

Podes ter anos em que consegues dois ou três resultados, até podem ser consecutivos, ou podes ter anos em que não consegues um único resultado. Vivi ambas as situações e foi uma das razões porque quis sair do poker – para ter alguma estabilidade financeira e emocional. Esses anos maus podem magoar. Mas os anos bons são espectaculares.

Se em 2009, Akenhead teve um ano mágico, o que se seguiu foi determinante para decidir tomar outro rumo na sua vida:

2010 foi um ano péssimo. Consegui muitos poucos prémios. Foi sem sombra de dúvidas um ano perdedor. Sentia-me muito frustrado por não conseguir chegar longe nos torneios – sentia que estava numa sequência muito má, mas não queria queixar-me da falta de sorte. O final de ano foi um pouco deprimente. Ainda hoje penso que estava a jogar bem em 2010, 2011 e 2012 mas estava a conseguir pouquíssimos resultados, como tal os números dizem que não estava a jogar o meu melhor, não estava a jogar bem.

Após 18 meses desta seca, pensei que se isto podia durar tanto tempo, como é que eu podia resistir com 30, 40 ou 50 anos, sabendo que isto podia voltar a acontecer? Não conseguia ganhar dinheiro. Estava a experimentar coisas novas para tentar chegar aos prémios. Jogava muito tight para aumentar a possibilidade de chegar aos prémios – e ainda assim não o conseguia fazer.

O restaurante de que Akenhead é sócio

Quando perguntado se aquela sequência negativa de resultados acabou por ser uma benção disfarçada, Akenhead respondeu assim:

É verdade que podes tirar ilações positivas de todas as situações. Fez-me aperceber que o poker como carreira a tempo inteiro não era para mim. Ainda adoro o jogo e quero ir até Vegas o resto da minha vida. Mas estar sempre de malas feitas para ir jogar – que fiz durante 7 anos – não era para mim.

Akenhead afastou-se da carreira de jogador profissional, ainda com bastante dinheiro no bolso, e o seu currículo mostra um total de $3,117,926 ganhos em torneios ao vivo.

Acompanha o nosso Twitter e Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

6 Comentários

Syros4 há 8 anos

Eu acho que é um gajo esperto eu era capaz de fazer o mm.

JFerreiraR há 8 anos

Gajo fino, já viu que a concorrência é alta e investiu o dinheiro antes que o perca.

Ulfilanis há 8 anos

3 milhões em prémios não é lucro. Aliás, pode perfeitamente ser prejuízo, a julgar por gajos que fazem 2 reentradas em super high rollers de 50 ou 100k.

AVC9/11 há 8 anos

Não sejam ignorantes, o total de ganhos nada tem a ver com o lucro. Estas noticias são dadas assim neste site ou em qq outro site relacionado com o poker de forma a iludir as pessoas.

kYNdr há 8 anos

Com 3 milhões no bolso é fácil falar.. Easy Game

fiuza1969 há 8 anos

mais um que tinha a pericia toda em 2009 e depois perdeu-a toda em 2010 2011 2012



Os comentários não são permitidos de momento

Deixe um Comentário