PokerPT.com

Juíz italiano diz que ‘Texas Hold’em não é jogo de azar’

18/10/2012
Eduardo

Em 2008, o gestor de uma associação de poker em Altopascio, província de Lucca (Itália), foi acusado de organizar torneios de jogos de azar (um torneio de texas hold’em de €30). Quatro anos depois o juíz responsável pelo caso diz que a lei não foi quebrada, já que o “Texas Hold’em não é um jogo de azar mas um jogo de habilidade”.

É mais uma sentença a favorecer os jogadores de poker, desta vez em Itália. O advogado de defesa, Marco Ripamonti, fez questão de lembrar que o baixo buy-in do torneio também não estava contra a lei, mesmo que fosse um jogo de azar, mas o juíz afirmou que a questão do buy-in era uma questão marginal, já que não se trata de um jogo de azar.

Ripamonti (na foto) já tinha sido advogado de defesa num caso similar o ano passado, mas então não ganhou o caso.

O site assopoker diz que após esta decisão do juíz da província de Lucca, já se fala na reabertura de diversas associações de poker da região.

Acompanha as notícias do poker nacional e internacional no Twitter e Facebook PokerPT.com.

26 Comentários

lmagalhaes há 9 anos

Uma forma simples de saberes se um jogo depende da sorte ou da tua habilidade: consegues jogar para perder? consegues jogar para ganha? No poker podes jogar para perder ou ganhar (tal como no blackjack). Na lotaria, euromilhões e roleta não consegues jogar para perder ou ganhar, só esta presente uma variável. No poker tens de aprender a jogar com uma série de variáveis que dependem do teu skill: quantos jogadores estão na tua mesa? Quem são os jogadores que estão na tua mesa? Como é a tua stack relativamente às blinds? Qual é o tamanho das outras stacks na mesa? Qual a tua posição na mesa em função de jogadores mais passivos ou agressivos? Quantas apostas fizeram antes de seres tua jogar? Quantos jogadores activos podem ainda jogar depois de ti? Quais são os pot odds? Qual a tua posição postflop? E por fim a unica variável que depende da sorte e não tens controlo: quais são as cartas que tens na mão?

lmagalhaes há 9 anos

Uma forma simples de saberes se um jogo depende da sorte ou da tua habilidade: consegues jogar para perder? consegues jogar para ganha? No poker podes jogar para perder ou ganhar (tal como no blackjack). Na lotaria, euromilhões e roleta não consegues jogar para perder ou ganhar, só esta presente uma variável. No poker tens de aprender a jogar com uma série de variáveis que dependem do teu skill: quantos jogadores estão na tua mesa? Quem são os jogadores que estão na tua mesa? Como é a tua stack relativamente às blinds? Qual é o tamanho das outras stacks na mesa? Qual a tua posição na mesa em função de jogadores mais passivos ou agressivos? Quantas apostas fizeram antes de seres tua jogar? Quantos jogadores activos podem ainda jogar depois de ti? Quais são os pot odds? Qual a tua posição postflop? E por fim a unica variável que depende da sorte e não tens controlo: quais são as cartas que tens na mão?

IAMANEUROTIC há 9 anos

Há duas formas de fazer estudos comparados. A primeira é entre jogadores com potenciais e perícia diferentes, que é o que se passa quando alguém quer lucrar, pois vai sempre preferir jogar com adversários mais fracos de forma a aumentar exponencialmente o seu potencial de lucro. Ora, nestes casos, é mais do que óbvio que a perícia do jogador e a incapacidade do adversário vão destruir esse elo mais fraco e gerar lucro. A médio e longo prazo, entre jogadores de perícia diferente, o factor sorte é baixíssimo, pois os adversários enterram-se sozinhos e as badbeats/downswings não são eternas (tende para 0% sorte/aleatório). A segunda é entre jogadores com potenciais e perícia semelhante, onde o factor sorte é profundamente importante e decisivo, por maior perícia que ambos tenham. A médio e longo prazo, entre jogadores de perícia semelhante, o factor sorte é gigantesco, pois a sorte inerente ao baralho é o único elemento a separar o sucesso de cada um (tende para 100% sorte/aleatório). Qual é o estudo comparado em que os analistas se baseiam para dizer que é mais perícia do que sorte? Parece óbvio e não sei se será o mais correcto. Talvez faça mais sentido realizar os dois tipos e no fim acabar com uma intersecção, dando o percentil absoluto mais fiel de factor sorte, que num primeiro momento começa em 50%. ("HerbsMan32", sou um leigo como tu e também tenho direito de dizer disparates nas redes sociais, apesar de gostar de ler e comentar o tema... eheheh)

IAMANEUROTIC há 9 anos

Há duas formas de fazer estudos comparados. A primeira é entre jogadores com potenciais e perícia diferentes, que é o que se passa quando alguém quer lucrar, pois vai sempre preferir jogar com adversários mais fracos de forma a aumentar exponencialmente o seu potencial de lucro. Ora, nestes casos, é mais do que óbvio que a perícia do jogador e a incapacidade do adversário vão destruir esse elo mais fraco e gerar lucro. A médio e longo prazo, entre jogadores de perícia diferente, o factor sorte é baixíssimo, pois os adversários enterram-se sozinhos e as badbeats/downswings não são eternas (tende para 0% sorte/aleatório). A segunda é entre jogadores com potenciais e perícia semelhante, onde o factor sorte é profundamente importante e decisivo, por maior perícia que ambos tenham. A médio e longo prazo, entre jogadores de perícia semelhante, o factor sorte é gigantesco, pois a sorte inerente ao baralho é o único elemento a separar o sucesso de cada um (tende para 100% sorte/aleatório). Qual é o estudo comparado em que os analistas se baseiam para dizer que é mais perícia do que sorte? Parece óbvio e não sei se será o mais correcto. Talvez faça mais sentido realizar os dois tipos e no fim acabar com uma intersecção, dando o percentil absoluto mais fiel de factor sorte, que num primeiro momento começa em 50%. ("HerbsMan32", sou um leigo como tu e também tenho direito de dizer disparates nas redes sociais, apesar de gostar de ler e comentar o tema... eheheh)

fullricky21 há 9 anos

poker online é 80% Sorte - 15% pericia - 5 % paciencia e o resto é treta!

fullricky21 há 9 anos

poker online é 80% Sorte - 15% pericia - 5 % paciencia e o resto é treta!

HerbsMan32 há 9 anos

Olha falas mtuito bem mas não percebes nada de poker continua mas é a estudar.

HerbsMan32 há 9 anos

Olha falas mtuito bem mas não percebes nada de poker continua mas é a estudar.

IAMANEUROTIC há 9 anos

Exacto "doors_stooges", e também concordo contigo "danidb", a questão do médio e longo prazo é muito importante, já que é o único processo de análise que consegue separar os jogadores de entretenimento dos jogadores que levam a sério a "competição". Se não se ligasse a esse factor, seria como estudar a relação sorte/perícia no futebol apenas estudando crianças de 8 anos que jogam na rua. :) A questão é que é preciso em primeira instância estruturar os factores de intervenção (jogador, adversário, baralho), esquecendo os momentos de potencial batota (organização, dealer, jogador, adversário, público, software...). Por isso é que eu disse que no desporto a técnica dos jogadores consegue contrariar, até um certo ponto, o azar do terceiro interveniente (equipamento, campo, clima), enquanto no poker não se consegue controlar esse terceiro interveniente (baralho). Apenas se consegue minimizar e controlar o adversário pela perícia de leitura e aposta. Só esta questão já coloca o factor sorte com 33% de força potencial.

IAMANEUROTIC há 9 anos

Exacto "doors_stooges", e também concordo contigo "danidb", a questão do médio e longo prazo é muito importante, já que é o único processo de análise que consegue separar os jogadores de entretenimento dos jogadores que levam a sério a "competição". Se não se ligasse a esse factor, seria como estudar a relação sorte/perícia no futebol apenas estudando crianças de 8 anos que jogam na rua. :) A questão é que é preciso em primeira instância estruturar os factores de intervenção (jogador, adversário, baralho), esquecendo os momentos de potencial batota (organização, dealer, jogador, adversário, público, software...). Por isso é que eu disse que no desporto a técnica dos jogadores consegue contrariar, até um certo ponto, o azar do terceiro interveniente (equipamento, campo, clima), enquanto no poker não se consegue controlar esse terceiro interveniente (baralho). Apenas se consegue minimizar e controlar o adversário pela perícia de leitura e aposta. Só esta questão já coloca o factor sorte com 33% de força potencial.

doors_stooges há 9 anos

Há pros de Roleta Live just saying

doors_stooges há 9 anos

Há pros de Roleta Live just saying

danidb há 9 anos

Iamaneurotic quando li o teu 1º coment fiquei com a mesma sensação do suriman. Ninguém esta a dizer que o fator sorte não existe no poker, existe tal como noutros jogos com cartas, apenas se quer provar que a a skill e muito mais importante que a sorte no medio/longo prazo. No desporto em geral há uma serie de situações que não consegues controlar e não e por isso que deixam de ser de skill.

danidb há 9 anos

Iamaneurotic quando li o teu 1º coment fiquei com a mesma sensação do suriman. Ninguém esta a dizer que o fator sorte não existe no poker, existe tal como noutros jogos com cartas, apenas se quer provar que a a skill e muito mais importante que a sorte no medio/longo prazo. No desporto em geral há uma serie de situações que não consegues controlar e não e por isso que deixam de ser de skill.

IAMANEUROTIC há 9 anos

LOL Se estivesses atento ao que lês, percebias o sentido do comentário. Na maior parte das vezes é preciso disponibilidade, humildade, capacidade e tolerância para receber opiniões contrárias à nossa. Aliás, sobre este tema da categorização do poker, não existem autoridades absolutas com competência para decidir seja o que for. Para já, enquanto não há acerto, todas as opiniões são válidas e só precisam de ser comparadas, para se ter as mais variadas formas de ler a questão, pois ninguém consegue ponderar todos os pontos. O meu raciocínio é incompleto e o dos pros também mas, todos juntos... Sempre é melhor tentar ser construtivo, mesmo que potencialmente errado, do que destrutivo, gozador e incapaz de contribuir para a discussão. Quanto à tua provocação, sim, o que não falta por aí é vencedores em blackjack, roleta e apostas desportivas. Conheço muitos ganhadores e outros que destruíram as suas vidas. Só que nestas modalidades os vencedores consistentes são proibidos de voltar a entrar em certos casinos, enquanto os do poker não são.

IAMANEUROTIC há 9 anos

LOL Se estivesses atento ao que lês, percebias o sentido do comentário. Na maior parte das vezes é preciso disponibilidade, humildade, capacidade e tolerância para receber opiniões contrárias à nossa. Aliás, sobre este tema da categorização do poker, não existem autoridades absolutas com competência para decidir seja o que for. Para já, enquanto não há acerto, todas as opiniões são válidas e só precisam de ser comparadas, para se ter as mais variadas formas de ler a questão, pois ninguém consegue ponderar todos os pontos. O meu raciocínio é incompleto e o dos pros também mas, todos juntos... Sempre é melhor tentar ser construtivo, mesmo que potencialmente errado, do que destrutivo, gozador e incapaz de contribuir para a discussão. Quanto à tua provocação, sim, o que não falta por aí é vencedores em blackjack, roleta e apostas desportivas. Conheço muitos ganhadores e outros que destruíram as suas vidas. Só que nestas modalidades os vencedores consistentes são proibidos de voltar a entrar em certos casinos, enquanto os do poker não são.

Suriman há 9 anos

lol ah ya, o que não faltam aí são jogadores profissionais de roleta que tem altos lucros a longo prazo

Suriman há 9 anos

lol ah ya, o que não faltam aí são jogadores profissionais de roleta que tem altos lucros a longo prazo

IAMANEUROTIC há 9 anos

O poker não é "muito" diferente do blackjack, roleta e apostas desportivas, já que a médio e longo prazo todas essas actividades são lucrativas para quem é bom em perícia e paciência. Só a lotaria é "tendencialmente" 100% sorte porque a intervenção do jogador/apostador tem uma interferência realmente mínima, tais são as fracas percentagens que tem para sair vencedor. No poker há 3 intervenientes: o jogador, o adversário e o baralho. O adversário pode ser manobrado pela perícia de leitura e aposta mas, o baralho não. No desporto em geral, que é também um jogo como os outros, continua a haver 3 intervenientes: a equipa, a equipa adversária e o terreno/clima/equipamento. Aqui, a perícia dos atletas consegue manobrar tanto a equipa adversária como o terceiro factor de variância, o terreno/clima/equipamento. Essa é a grande diferença entre o que se deve considerar jogo de perícia e jogo de sorte, ou seja, o controlo ou manipulação do terceiro interveniente, o factor sorte. Mas isto é apenas mais uma opinião e vale o que vale, ou seja, praticamente nada. Até porque o mais importante nem é a categorização de qualquer um deles mas, o praticá-los. Abraços a quem de abraços e beijos a quem de beijos.

IAMANEUROTIC há 9 anos

O poker não é "muito" diferente do blackjack, roleta e apostas desportivas, já que a médio e longo prazo todas essas actividades são lucrativas para quem é bom em perícia e paciência. Só a lotaria é "tendencialmente" 100% sorte porque a intervenção do jogador/apostador tem uma interferência realmente mínima, tais são as fracas percentagens que tem para sair vencedor. No poker há 3 intervenientes: o jogador, o adversário e o baralho. O adversário pode ser manobrado pela perícia de leitura e aposta mas, o baralho não. No desporto em geral, que é também um jogo como os outros, continua a haver 3 intervenientes: a equipa, a equipa adversária e o terreno/clima/equipamento. Aqui, a perícia dos atletas consegue manobrar tanto a equipa adversária como o terceiro factor de variância, o terreno/clima/equipamento. Essa é a grande diferença entre o que se deve considerar jogo de perícia e jogo de sorte, ou seja, o controlo ou manipulação do terceiro interveniente, o factor sorte. Mas isto é apenas mais uma opinião e vale o que vale, ou seja, praticamente nada. Até porque o mais importante nem é a categorização de qualquer um deles mas, o praticá-los. Abraços a quem de abraços e beijos a quem de beijos.

JFerreiraR há 9 anos

Tá enganado o Texas Hold'em é mesmo um jogo da sorte! O river é a street da sorte, mas é sempre para o adversário! Go Draw!

JFerreiraR há 9 anos

Tá enganado o Texas Hold'em é mesmo um jogo da sorte! O river é a street da sorte, mas é sempre para o adversário! Go Draw!

D333P há 9 anos

good4poker.

D333P há 9 anos

good4poker.

Sargento21 há 9 anos

Sempre tive esta opinião, claro que é preciso sorte mas no "long run", vais ganhar mais vezes do que perder, se fores um bom jogador, há diferenças claro, jogar online e ao vivo, a experiência é diferente e pode-se ler melhor os adversários ao vivo do que online, ainda que seja também possivel apanhares um bluffer online, mas é mais dificil. No final do dia nem sempre a melhor mão ganha, o poker é um jogo de paciência, habilidade e de ciência (matemática, probabilidades) e claro de alguma sorte.

Sargento21 há 9 anos

Sempre tive esta opinião, claro que é preciso sorte mas no "long run", vais ganhar mais vezes do que perder, se fores um bom jogador, há diferenças claro, jogar online e ao vivo, a experiência é diferente e pode-se ler melhor os adversários ao vivo do que online, ainda que seja também possivel apanhares um bluffer online, mas é mais dificil. No final do dia nem sempre a melhor mão ganha, o poker é um jogo de paciência, habilidade e de ciência (matemática, probabilidades) e claro de alguma sorte.



Os comentários não são permitidos de momento

Deixe um Comentário