PokerPT.com

Raúl Mestre diz que a culpa é dos cash games

De vez em quando aparecem opiniões que não se está à espera e que deixam a pensar. Raúl Mestre, criador e fundador da escola EducaPoker, primeiro campeão do mundo IFP  e 4º classificado do  EPT de Barcelona tem escrito sobre o futuro do poker online e desta vez o tema são os No Limit cash games. Esta modalidade deveria desaparecer? Para Raúl Mestre, a resposta é sim!

Fiquem com o texto completo:

“A estagnação do poker – raízes e soluções”

A situação actual da indústria do poker online

Dar uma vista de olhos à breve mas intensa história do poker online é contemplar uma trajectória de ascensão quase sem obstáculos, apesar de reveses como a UIGEA em 2006.

Apesar disto, os últimos três anos do sector não têm sido tão bons assim. O crescimento, na forma de jogadores activos estagnou, inclusivamente diminuiu. Os primeiros prejudicados foram as salas pequenas, pertencentes a outras redes, com um problema estrutural enorme devido aos inconvenientes derivados de terem que partilhar a liquidez.

Até a PokerStars, sala líder desde a UIGEA, começou a ressentir-se. O número de jogadores activos não aumenta, mesmo com investimentos espectaculares em amrketing. Nem sequer o encerramento da segunda maior empresa do sector, a Full Tilt Poker, fez aumentar substancialmente os seus números.

É claro que é fácil alegar problemas de saturação dos mercados. Quer dizer, se em todos os mercados a grande maioria dos jogadores já conhecem o produto, as campanhas acabam por trazer muito pouco para o crescimento, já que a quantidade de novos jogadores será limitada.

Esta é só uma das faces da moeda. É certo que em alguns mercados o produto é muito mais conhecido hoje do que há três anos atrás, sendo Espanha um dos melhores exemplos disto. Isto sugere que muitos dos jogadores que poderiam ser atraídos pelo poker online já o foram, já o experimentaram e não continuam a jogar hoje em dia.

Esta é uma reflexão importante. É lógico que quando o mercado está em expansão, o seu foco é a captação de clientes para que “comprem” o seu produto. Mas, já que a maior parte dos teus clientes conhecem o produto e , ainda assim, não lhes interessa, qual é o problema?

A origem do problema

A resposta é simples: o produto não satisfaz as expectativas dos clientes que atrai.

Ou dito de outra forma, da grande quantidade de pessoas que já experimentaram o poker online, uma percentagem enorme não ficou satisfeita com a experiência e decidiu não jogar mais.

Isto é um problema enorme e não importa quão boas sejam as campanhas publicitárias, a imagem da marca ou que seja líder de mercado. É importante conseguir que muitos dos clientes comprem o produto pela primeira vez, mas se não gostam é apenas uma questão de tempo até que deixam de o comprar.

A primeira coisa que deviam perguntar-se é: o que podem fazer as salas de poker online para que o seu produto agrade mais aos seus clientes? Aliás, até há uma pergunta antes: quem são realmente os clientes das salas de poker?

A primeira resposta óbvia é que os clientes da sala são os jogadores. Mas esta é apenas uma meia verdade. Os clientes de uma sala são aqueles que acham que o produto é a própria sala. Ou seja, na típica separação entre jogadores regulares e jogadores recreativos, os clientes da sala que vão decidir ficar ou sair de acordo com o produto são os jogadores recreativos.

Isto porque uma sala procura fundamentalmente ter jogadores recreativos. Os regulares jogam para obter benefícios económicos, ou pelo menos, será esse um dos principais motivos.

Isto não significa que seja algo negativo ter e cuidar dos jogadores regulares. A questão é que cuidar destes jogadores significa preocupar-se e cuidar ao máximo dos jogadores recreativos. As salas deveriam aplicar todas as decisões que beneficiem o jogador regular e seja indiferente para o jogador ocasional. Por outro lado, nunca se deveria beneficiar o jogador regular sobre o jogador ocasional. Entre outros motivos, porque a médio prazo, a sala sairá prejudicada.

Um exemplo poderia ser ter opções de software destinadas a jogadores regulares. Isto nunca seria um motivo para um jogador ocasional se sentir aborrecido ou frustrado, e consequentemente deixar o jogo, e seria uma grande vantagem para um jogador habitual.

Uma sala que se concentre nos jogadores ocasionais acabará por ter jogadores regulares que querem jogar contra eles. Se a situação foi inversa, a sala acabará por desaparecer.

Voltando ao ponto central da questão. Uma imensa quantidade de jogadores ocasionais experimentaram o poker online e não continuaram a jogar. Porquê?

A resposta é fácil: porque não se divertiram.

Porque é que os jogadores ocasionais não se divertem a jogar poker?

Novamente, a resposta é fácil: porque o ócio obtido na experiência foi insuficiente. Ou seja, o poker é muito caro para o que pbtêm em troca.

O problema é que a maioria destes jogadores perdem o seu dinheiro muito mais rapidamente do que pensaram ser possível. É muito fácil culpar os jogadores regulares, já que a ideia geral é que os regulares arruinam os recreativos por serem jogadores muito mais experientes.

Desta premissa podem-se extrapolar duas conclusões, e ambas erradas: ou bem que aceitamos os jogadores regukares como um custo e encaramos a situação actual, ou bem que decidimos que são um problema e esforçamo-nos por elimina-los. (salas como a Bodog seguem esta linha).

Mas o problema não é que os jogadores regulares façam com que os jogadores ocasionais percam o seu dinheiro muito mais rapidamente. O problema é o No Limit Cash.

Em NL Cash as oscilações de dinheiro são muito maiores do que o que se percebe comparando com o valor das blinds. Por exemplo, é habitual que um jogador ocasional deposite 20 euros e se sente numa mesa de NL20, com blinds 0.10/0.20$. Afinal, parece que tem muito dinheiro para jogar estas blinds.

Se sentássemos 10 jogadores ocasionais numa mesa de NL Cash, a maioria perderia o seu dinheiro tão rapidamente como se se tívesse sentado numa mesa de regulares. Aliás, perderiam até mais rapidamente já que estariam a enfrentar outros ocasionais e seria muito mais fácil perder toda a stack em apenas uma mão.

O problema não é a diferença a nível de jogo entre uns e outros jogadores mas sim a percepção de dinheiro perante a realidade.

Uma solução proposta consiste em obrigar estes jogadores ocasionais a depoistar muito mais dinehiro para se sentar nas mesas mesas, de forma a que não poddam perder o seu dinheiro todo tão depressa e se vejam obrigados a jogar limites mais baixos.

Mas esta solução não serve porque não seria divertido apostar tão pouco em relação ao que se investiu em ócio. Jogar numa mesa de um cêntimo e dois cêntimos quando se depoistou 20€ é muito pouco intuitivo, apesar de ser uma quantidade muito pequena para as oscilações normais que podem acontecer numa sessão de NL.

A realidade que não se quer aceitar é que o problema intrínseco é o No Limit Cash, tal como o conhecemos. Este não é um produto que um j
ogador ocasional precise para disfrutar da sua experiência com o jogo e portanto deveria estar fora do alcance de novos jogadores.

O Zoom é uma alternativa?

Sugeriu-se o Zoom como uma possível solução para o problema do jogador ocasional poder divertir-se com a sua experiência com o poker. Um dos principais argumentos usados é que com a quantidade mãos jogadas, os jogadores podem ser mais conservadores e esperar boas mãos.

Por azar, isto não é correcto. O problema com é No Limit  Hold’em Cash não é a habilidade dos  jogadores, mas sim a variância do jogo. Apesar de ser normal um jogador recreativo depositar 50€ e sentar-se numa mesa de 05/1€, nada o protegerá de ter uma elevada percentagem de probabilidade de perder todo o seu depósito em questão de minutos, mesmo que esteja a jogar contra rivais piores que ele.

O Zoom Poker até aumenta esse custo porque faz com que se jogue muito mais mãos por hora e apesar do dinheiro de um jogador recreacional poder extender-se por mais mãos, durará com certeza menos tempo. E, no final, tudo se resumirá ao resulatdo da equação custo/tempo de ócio. O Zoom Poker, em si, não ajuda a tornar o NL Cash viável. O que o Zoom traz é a solução a outros problemas da indústria, particularmente o da selecção de mesas e as listas de espera.

A selecção de mesas é um problema da indústria na actualidade. Muitos jogadores regulares não trazem liquidez ao sistema porque só jogam em mesas em que haja um jogador ocasional o que faz com que a quantidade de rake que geram em comparação ao dinheiro que ganham seja baixíssima. Com o Zoom Poker este problema deixa de existir, já que se joga contra todos os “níveis” ao mesmo tempo.

Em qualquer dos casos, a realidade é que nenhum formato de NL Cash tem o potencial de satisfazer as necessidades dos clientes que, recordemos, são os jogadores ocasionais.

Qual é a solução?

A melhor solução para que o poker online continue a crescer são os torneios.

À primeira vista, isto pode soar muito drástico. Os cash games são a modalidade principal há anos e uma das que mais dinheiro tem dado. Poder-se-ia pensar até que o poker online desapareceria sem o cash. Pelo menos, esta deve ser a preocupação dos responsáveis de muitas salas.

Mas a regulamentação do mercado italiano, onde os cash games não estavam permitidos, foi um magnífico teste. E o que aconteceu foi que o poker cresceu durante esse tempo e de uma forma muito mais sustentada.

Com a abertura dos cash games em Itália, uma vez passado o crescimento inicial, a indústria voltou a enfrentar o mesmo problema: taxas de abandono muito altas. E, com o tempo, o custo de manter uma modalidade que não satisfaz as necessidades  do cliente tornar-se-à maior.

Claro que os MTTs tradicionais têm os seus problemas. São uma modalidade quase perfeita em termos de gestão de banca intuitiva ( o jogador ocasional sabe exactamente quanto arrisca ao inscrever-se num torneio) e os objectivos são claros. O objectivo de um torneio é, em primeiro lugar, fazer ITM, depois chegar à mesa final e, por fim, ganhar.

Isto quer dizer que o um jogador ocasional que joga torneios pode sentir-se satisfeito com os seus resultados mesmo perdendo dinheiro, porque eventualemnte conseguirá cumprir os objsctivos. Isto é algo que os cash games nunca poderão proporcionar já que o único objcetivo possível num cash game é ganhar dinheiro.

Ora bem, o problema dos MTTs é a duração. Nem todos podem sentar-se sabendo que terão que estar disponíveis nas próximas 4, 6 ou 12 horas. Aliás, algo tão longo chega a ser esgotante e aborrecido. Além disso, a acção pode ser demasiado lenta.

Parece óbvio que a solução a este problema seria usando o Zoom Poker. Torneios com boa estrutura, com uma duração inferior e com acção rápida durante os primeiros níveis e as etapas médias. É certo que nas últimas duas mesas não seria muito útil, mas a emoção de estar a jogar a fase final de um torneio compensa sobremaneira.

Portanto, os Sit and Go também são úteis. Não são tão emocionantes como um MTT, mas têm a vantagem do tempo.

Outra melhoria necessária é que a duração média do SNG ou do torneio deveria ser uma das principais informações dadas antes do registo. Para o jogador regular esta informação é inútil (porque já a sabe) mas para o jogador ocasional é fundamental e é algo que passa ao lado.

Isto significa que os cash games deveriam desaparecer completamente? A resposta é um rotundo SIM. Se se desejasse manter algo parecido com um cash game, o ideal seria deixar mesas onde os jogadores pudessem entrar com os seus pontos VIP.

A vantagem de fazer algo assim é que o jogador ocasional não se pode sentar nestas mesas sem que tenha experimentado outras modalidades primeiro e nunca poderia perder a sua banca, apenas pontos VIP. Ou seja, até pode perder bonús ou prendas que poderia ter conseguido com esses pontos mas nunca perderia o valor do seu depósito ou o que tivesse ganho num torneio.

Algo deste estilo não traria garnde coisa, mas dava resposta aos jogadores que querem cash games sem ter um custo para os jogadores ocasionais.

Há mais coisas que se possam fazer?

Claro que há muito mais coisas que se podem fazer. Qualquer medida que traga mais diversão e interesse ao um jogador ocasional será bem-vinda. Neste sentido, as salas podem colaborar de diversas formas. Entre outras, modificar os seus sistemas VIP para recompensar os jogadores perdedores, potenciar os afiliados que ajudem a converter o poker num hobby e dando serviços relacionados com o poker e que não impliquem jogar.

Em relação ao sistema VIP, é claro que premiar os jogadores que jogam muito é valioso mas este não deveria ser o único parâmetro. Um jogador perdedor é um bem muito importante para a sala e para os jogadores regulares e deveria ser bem cuidado em todos os aspectos, incluindo o sistema VIP .

Afinal, a quantidade de opções é enorme, mas é importante manter o foco: fazer com que o jogador ocasional de divirta com o seu hobby.

Em que situação ficariam os jogadores regulares?

Apesar de há já algum tempo que a indústria tem vindo a assumir que os jogadores regulares são maus para o sistema, isto não é certo. A ideia é que para que a indústria do poker online continue a crescer é necessário que se concentre nos jogadores ocasionais de forma a que se possa manter e manter os jogadores regulares.

Com alterações como as sugeridas, muitos jogadores teriam que mudar os seus hábitos de jogo, modalidades e até a abordagem ao jogo. As alterações provocam sempre medo e haveria muitas críticas, numa primeira fase. Mas, a médio prazo, haveria um retorno com mais jogadores ocasionais e isto seria muito mais rentável para os jogadores regulares do que a direcção que estamos a seguir agora.

Os jogadores regulares serão sempre parte de um jogo como o poker e o que as salas devem fazer é aproveita-los, sempre que possível, como ferramentas de marketing, sem perder nunca o foco no seu objectivo que deve ser atrair jogadores ocasionais. Que por sua vez atraem os regulares.”

Partilha esta notícia

53 Comentários

leitecesar há 6 anos

isto da para rir... a com cada um que parecem dois. credo

Davidcopariu há 6 anos

ERRADO. Incrível mesmo. Rapaz nao compliques. POKER É POKER com todas as suas variantes que já cá andam desde que nasceste. E como qualquer jogo a dinheiro tem um publico e alvo específico que diga-se de passagem é LIMITADO, REPITO...LIMITADO. Se juntares 100 pessoas alvo e ao mesmo tempo sabes que 80% dessas 100 vao perder o dinheiro todo e a maioria nunca mais joga poker na vida ou então apenas ocasional tens o Resultado que tens. Não é preciso escrever 10 paginas para ver o óbvio. Deixa lá os cash games em paz e Dedica-te ao Jogo e deixa a escrita e a psicanalise para outros.

ff1esta há 6 anos

@48,concordo plenamente. @50,jogo semanalmente ao vivo com os meus amigos e já vi acontecer de tudo em termos de coolers e bad beats,por isso a minha descrença no poker online nao é tao grande assim. O cash game nao é atrativo para o jogador recreativo como é um torneio,porque nao tem fim,e sendo assim,nao ha um objetivo cumprido,uma sensasao de vitoria,ao contrario de um torneio /sit em que o objetivo é ganhar, e isso alimenta o sonho de ganhar dinheiro no poker pode ser atingido por qualquer um.temos os exemplos do wsop ganho pelo Moneymaker que proporcionou o boom do poker ao ser ganho pelo amador.Alias,nem precisamos de ir tao longe,o jogador que ganhou o sunday storm especial 2º aniversario,num field de 130 mil jogadores era do mais puro amador.O cash game,ao contrario,só quem ganha dinheiro a serio sao os regulares,logo torna o cash pouco atraente em termos de marketing.Uma janela pop up ao abrirmos a Stars em que aparece um torneio qualquer com 1 milhao garantido é maia atraente para o jogador recreativo(da-lhe a hipotese de sonhar)que se fosse uma janela dizendo: cash game, so obtem lucro se estudar o jogo,seguir a gestao de banca a risca,etc etc. Fazendo uma analogia ao futebol,campeonato=cash,vs torneio=taça Portugal (lol).No futebol,mesmo que os pequenos no inicio andem no topo do campeonato,por um ou 2 resultados menos bons doa grandes(regulares),no decorrer do campeonato(longo prazo) vao ser os grandes a ficar inevitavelmente nos 1ºs lugares. Já a taça, basta um resultado menos bom de um grande contra um pequeno e há a hipotese de um pequeno chegar a final(como este ano temos o SCP).

JM Garcez há 6 anos

Boa tarde Todos os pontos de vista têm os seus pontos fortes e fracos. Na qualidadade de jogador regular, não em grandes valores mas em prática diária posso afirmar que neste momento estou afastado do poker on-line ( e como eu existem bastantes casos) por causa da efectiva confiança (ou falta dela) no jogo on-line. A quantidade de vezes que se leva com bad beats, com calls inacreditáveis, parece que a percentagem das probabilidades num 80/20 passa para um 20/80....depois de muitos torneios em que se perde mal, em que fica a sensação que o sistema nao nos quer deixar ganhar e que beneficia precisamente pensamentos e raciocinios extra filosóficos dos nossos adversários.... Portanto, pode efectivamente ser muito fácil a um cliente ocasional perder em minutos o seu investimento, efectivamente, mas penso que mais grave do que isso são aqueles (fidelizados) que desistem porque se sentem "roubados" e diariamente transmitem informações negativas do poker on-line... Obrigado Cump João Garcez

keops há 6 anos

Boas, concordo em absoluto com o artigo aqui exposto por experiêcia própria. Quando conheci o poker, inevitavelmente pela pokerstars, corri a meter lá 10€ para experimentar a tal novidade. Em poucos minutos arrebentei com a banca toda numa mesa de cash. Achei que era um desporto demasiado caro para a frustração que me deu e nunca mais olhei para o poker. Só passado uns anos largos até 2011 quando um amigo meu começou a jogar sits e me explicou o que era essa coisa "estranha", é que voltei a jogar regularmente e a aprender como o faço hoje. Por isso por experiência digo, o cash é o cancro do poker online que mata maior parte dos jogadores recreativos, e eu ia sendo uma das suas vítimas. Dizer o contrário é tapar os olhos porque não se quer ver a verdade. Gostava de ver uma estatística de quantos jogadores recreativos continuam a jogar após se espetarem numa mesa de cash, mas por motivos óbvios duvido que alguma casa queira divulgar esses números terríveis. Por muitas campanhas de marketing que fizessem eu não ia voltar ao poker depois daquela má experiência, e ainda hoje detesto jogar cash. Daí tiro a minha conclusão. Abraços.

ShadowCasino há 6 anos

Que anedota. O "cash game" é poker na sua forma mais complexa e sublime. Acabar com esta modalidade é o mesmo que acabar com as belas artes ou a música clássica. Se não sabes jogar cash, não jogues. Tenho dito. Boa sorte para os torneios!

D333P há 6 anos

acabar com uma das vertentes do jogo seria tão bom para o mesmo como acabar com os socos nos combates de mma... precisamos é de mais players e de preferência com mais para gastar.

ShepherdOC há 6 anos

Bom artigo. Não seria nada fácil, e até meio impossível, uma casa deixar de ter cash games de um momento para o outro! O lucros da stars por exemplo seriam menos de metade do que são agora... Mas se saísse uma lei que proibisse cash games, a longo prazo penso que o poker só tinha a ganhar! Os que gostam de cash, e são bons players, teriam e iriam se adaptar a outros modelos de jogo!

JBentez há 6 anos

Depois de ler este artigo, bem escrito e a julgar pela crença de quem o escreveu, até bem fundamentado mediante o seu conteúdo, não resisto a passar a minha opinião. Antes de mais nada, devo dizer que não sou um jogador de cash, nem de sits, mas sim de MTT's. Como tal, existirem ou não os cash games é algo que me passa ao lado. No entanto, devo dizer que não concordo em absoluto que a culpa das quedas de mercado se deva aos NL Cash Games. No poker online, como no poker ao vivo a existência de várias formas e estilos de jogo é salutar e deve ser mantida. Nem tão pouco acredito que seja essa a razão pela qual existe a queda de mercado. Na minha opinião a queda de mercado deve-se unica e exclusivamente às salas, que na sua ânsia de gerar dinheiro, vão dando a muitos dos seus clientes, regulares ou recreativos, a ideia de que o seu poker (salas) é pouco credível o que acaba por os fazer sentir frustrados e abandonar o jogo. Acho que a política de privilegiar regulares ou recreativos é uma "treta" e que nem sequer deveria existir. A sua existência aliás, só mostra o porquê da descrença das pessoas num sistema que, pelos vistos está viciado, o que na minha opinião é muitio grave. Recreativos ou regulares, os jogadores de cash pagam rake e não é pouco. Nos MTT's e nos sit's,os jogadores (recreativos ou regulares) pagam percentagens do buy in que reverte para as salas. Feitas as contas, ao dia, ao mês e ao ano, as salas ganham biliões só por aqui. Acho que aquilo que acontece é que os jogadores, que nunca foram regulares sem começarem por ser recreativos, ganham formas de jogar (formas essas vulgarmente denominadas por evolução no jogo) e acabam por se cansar quando repetidamente vêm passar-se coisas nas mesas que nos levam a pensar se vale a pena estar a investir num negócio, ou numa actividade que à partida está viciada. São esses jogadores que acabam por se cansar e desmotivar e rumar para outros ares. Serem recreativos ou regulares é irrelevante. Há bons e maus jogadores de poker, tanto recreativos como regulares. Quantas vezes se vê em Final Tables de "major live tournaments" belíssimos jogadores amadores. Acho que aquilo que afasta os jogadores são as políticas das salas, não a sua condição de jogador, nem tratar-se de cash games ou torneios. A política das salas, caso exista, de beneficiar estes ou aqueles, acaba por ser grave e isso sim, um veneno para este "negócio" do poker online. Não sei se tal política existe, mas o Raúl, que parece estar bem informado, diz que sim.

AndreHubble há 6 anos

#42. Sabes tanto ;)

Trifasiko27 há 6 anos

Concordo com o artigo na sua totalidad. Tocou em todos os pontos essenciais e so nao ve quem nao quer!

Sr_motim há 6 anos

Dinheiro que se pode perder em mtt/ sit : 1 buy in Dinheiro que se pode perder em cash: 1 buy in Dinheiro que se pode perder porque somos estúpidos/ atrasados mentais: Sem limite

HugoSousa há 6 anos

Alem de que os cash games sao sem sombra de duvida o culpado numero 1 de muitas falencias individuais, e da consequente ma imagem que passa para fora, nos SNG e torneios sabemos quanto podemos perder quando comecamos, num cash muito mais rapidamente perdemos a cabeca e entramos em tilt, querendo recuperar rapidamente o que perdemos numa bad beat, eu pessoalmente tb nao os jogo porque tenho a nocao que muitas vezes (das poucas vezes que os joguei) parece um jogo para os mais agressivos e loucos e talvez por ser mais tigh o jogo as vezes parece que deixa de ter sentido....Claro que ha-de ter sentido para quem ganha muito dinheiro neles, mas para a promocao do proprio poker penso que e negativo.. Outra coisa que eu acho que os sites poderiam implementar e que atrairia mais gente era a de alem do valor do premio, oferecessem uma medalhinha para os tres primeiros por exemplo, era um incentivo extra, muitas vezes estes pequenos mimos ajudam..

leodos2 há 6 anos

Boas para todos. Não posso deixar de opinar sobre este assunto. Percebo o Raul Mestre e vou mais longe. O cash é o verdadeiro problema no poker, um real cancro. È preciso relembrar que não foi o cash que provocou o boom internacional no poker. Foi os MTTs como por ex as WSOP. Se por acaso não existissem MTTs nos sites online de poker Acreditem que seria apenas mais um icon num site casino online vulgar. Mais ainda, basta olharmos para o field de um torneio live em Portugal e sem estudo elaborado, poder afirmar que num universo de 200 players no max 20% joga cash regularmente e 50% nem joga online. ( era interessante a pokerpt fazer este estudo) Peço desculpa aos meus amigos que jogam cash mas a diferença entre um jogador de MTTs e de cash e como por ex a dif entre um atleta e um casineiro. Abraço.

slobodan68 há 6 anos

Para quem percebe um bocadinho de macro economia, percebe que as palavras deste senhor são o texto mais inteligente alguma vez escrito sobre poker online. Pelos comentários, percebo que são poucos os jogadores de Poker que percebem de onde vem o dinheiro...

arienrahc há 6 anos

Boas, embora concorde que os torneios (todo o tipo) sejam o sal e a pimenta e os cash games o veneno do poker, não seria tão radical em relação ao seu desaparecimento. Cumps.

EdHunter há 6 anos

#32 teoria completamente absurda !!

vasmes04 há 6 anos

Que ridiculo, parabens! Certamente que vão pegar na tua grande ideia e leva-la para a frente!

shipower69 há 6 anos

estava para ler o artigo mas parei de ler em raulol mestre.

D333P há 6 anos

espanoles. la educa está muerta...

nezzi77 há 6 anos

eu acabava era com o poker!vamos mas e grindar outra cena qualquer!tipo:degen o max possivel! degen>poker

nunodorey há 6 anos

teoria completamente absurda?

Bi$po há 6 anos

Está a ser montada uma teia mesmo á frente dos nossos olhos!!!

Don_PokerPT há 6 anos

Não concordo com o artigo principalmente na vertente de acabar com NL cash games. A teoria do entrar na mesa e perde-lo todo é sem dúvida algo que não tem nexo. Se eu entro com 50$ numa mesa de cash posso perde-lo todo como também posso perder os 50$ se entrar num torneio de 50$ e levar uma piçada. Ainda por cima todos sabem que mtts e sngs têm uma variância brutal, muito acima de cash games, por isso qualquer jogador que comece a correr down vai-se desmotivar, seja em mtts ou cash. De estranhar que me defenda isto quando na EducaPoker aconselham a jogar cash microstakes e até ensinam estratégias de shortstack, que isso sim na minha opinião mata o poker a nível de cash. Basicamente chegamos ao estado de tentar compreender a opinião, vindo de quem vem e não há lógica. Se os torneios já têm milhares e milhares de pessoas, gostaria de ver as pessoas a conseguirem algo com mais milhares de pessoas em cima, seria uma autêntica roleta russa. Poker é estudo, e com ele ganha-se em qualquer vertente.

to_miguel há 6 anos

Este gajo só pode ter escrito este artigo enquanto estava na casa de banho... por amor de Deus! Ontem quando o maior donk da mesa me stackou 3 vezes seguidas (a jogar cash) aposto que ficou montes de chateado.

Joao Paulo há 6 anos

Boa...agora que apareceu pode sumir... pois não ajudou em nada a comunidade do poker, aliás acho que assim não ajuda mesmo. Até por que como qualquer outro esporte, passa tempo todos nós temos gosto diferente e não por isso quero eu que acabe com determinada variação do jogo. Temos que lutar para que apostas, poker, loteria, bingo, casino estejam ai para quem quiser.

Pepe há 6 anos

Qualquer jogador regular já foi um dia jogador ocasional. É assim que se começa. Estuda-se, dão-se umas cabeçadas até se aprender a gerir a banca que me parece fundamental, seguidinha à estratégia.

joaomales há 6 anos

"As salas deveriam aplicar todas as decisões que beneficiem o jogador regular e seja indiferente para o jogador ocasional. Por outro lado, nunca se deveria beneficiar o jogador regular sobre o jogador ocasional" .what?? Não concordo nada come esta notícia,tá bem escrita e tal mas não diz nada de útil,é tudo subjectivo. Este senhor generaliza tudo, mas isto não é nada linear. Por exemplo eu quando comecei,se tivesse ido para os mtts nao tinha ganho nada de certeza absoluta e neste momento nao tava a jogar e a pagar milhares de euros de rake à pokerstars...

POKER LOVER há 6 anos

o Poker e um jogo de muita TradiÇào. A internet veio juntar paises e continentes na mesma mesa sem sair de casa. Os ups and downs sao NORMAIS porque estamosa participar num Jogo. O Poker tambem e uma profissao e poucos estao dispostos, ou tem mesmo pouco tempo para ter dois empregos. somos na realidade uma maiorio de jogadores recreativos que temos o prazer de ter cada vez mais opcoes que nos mantenham a vontade de jogar. Um dia vamos ter o lucro que nos mudara a vida :) Ate la os Pros vao ter sempre alguem que os acompanhem e ate os entretenha numa que e ja considerada das Maiores Redes de intercambios $$$$ mundiais. LIVE LOVE AND PLAY.

jdsoares há 6 anos

#23 Ele nao defende o acabar do NL como estilo mas sim os cash games em NL... bem diferente... le com atenção!!

Streem há 6 anos

Só tenho uma coisa para dizer ao senhor mestre. O Carnaval já passou a muito tempo. Deixem-se de brincadeiras sem qualquer fundamento. Isso são argumentos que só ficam bem no papel, na realidade e completamente diferente. Se o NL acabar quantos milhões de pessoas de todo o mundo iram abandonar o poker?e será que nessa altura passa de uma crise no poker, para uma queda a pique? Sejamos realistas estamos a falar de um assunto sério. Defender o PL é uma coisa, agora dizer que a origem do problema e do NL só pode estar a brincar. Falou que se um jogador depositar 50 euros e for para uma mesa de 0.5/1 não desfruta tanto. Mas sou o único a ver que existem mesas de 0.01/0.02, e que são nessas mesas que se encontram verdadeiros cardumes!

poquerRafa há 6 anos

concordo que as casas devem apelar aos recreativos porque eles é que trazem dinheiro para os regulares. mas acho acabar com o cash muito mau. so joga quem quer. e ate, muitos recreativos ouvem falar de jogador x que com 2,20€ ganhou 2000€ num torneio. ou que um desconhecido qualquer ganhou 5 ou 6 milhoes no wsop e isso atrai as pessoas a jogar mtts em vez de cash

xViperPt há 6 anos

Sinseramente acho que é um ponto de vista como outro qualquer.Mas se esta correcto ,no meu ver muita coisa nao esta.A questao de cash mtt ou sit,esta disponivel e cada jogador escolhe o que quiser e o nivel que quiser,por isso a questao de um jogador ocasional gastar mais ou menos dinheiro depende so dele mesmo. Mais tarde ou mais cedo um jogador ocasional entra em down,se nao melhora o jogo dele.E muitos jogadores que jogao por prazer as vezes,simplesmente depositao 10 ou 20 euros para se divertirem e se ganharem ganhao,se nao paciencia.Para um jogador ocasional levar pissada ou nao é igual porque nem tem bem noçao do que isso é Para nao falar que os sits iao rebentar de fish,e os regs a quererem limpa-los na mesma. Nao vejo soluçao logica,pk com o tipo de oferta que existe hoje em dia,agrada a qualquer tipo de jogador,basta escolher o que mais gostar. Acabarem com a venda de maos de x jogador acho bem para proteger os ocasionais,mas so isso mesmo. E eu nem sequer sou jogador de cash,e nem aprecio,mas la esta tenho sits e mtts que vao de encontro as minhas escolhas,tal como alguns preferem cash.

TiagoM há 6 anos

Em Itália estagnou porque a novidade e a moda do poker já acabou. Eram tão perdedores em MTTs como agora são em cash games. Talvez pôr a culpa no altíssimo rake que se paga para jogar um videojogo; nas bases de dados que os jogadores recriativos não usam; em pessoas que ganham dinheiro com escolas de poker que promovem estratégias para jogar 'tight'--e 'short' quando era possível--,fossem assuntos também a considerar.

bdosreis há 6 anos

Raul, por qué no te callas?

CALLIBAN há 6 anos

Gostei do artigo, tem muito bons argumentos, mas... Não, não concordo. É uma visão muito negativa/redutora dos cash games. Eu sou jogador regular de MTTs /SNGs pelo que se o cash acabasse, tal não me afectaria minimamente. No entanto, não posso concordar que o cash seja culpado pela "crise" e que deveria acabar. Com todo o respeito, a justificação encontrada para suportar tal desejo de homicídio não tem cabimento. A primeira parte deste artigo poderia ter o sub-título "fidelização". Só com a fidelização de clientes se pode melhorar o serviço, tratando bem os regulares e não dando apenas atenção aos novos que chegam. Mas será que isso já não é feito? Perguntem ao Nanonoko- porque decidiu ele jogar tantas mesas de cash ao mesmo tempo? Porque viu uma coisa chamada "supernova" e os os seus olhos brilharam. Os estatutos da stars são sem dúvida um bom programa de fidelização que distinguem os clientes da casa dos novos que chegam. Mas não é só a stars. Provavelmente todos os sites têm. Eu jogo agora na 888poker e recebi hoje um mail todo pomposo a dizer que eu estava prestes a atingir uma estatuto novo para mim.As vantagens que li fizeram-me sorrir; mais motivado fiquei. Programas de fidelização; publicidade - marketing - não me digam que esse não é o caminho, pois sempre foi com todos os produtos. Poker não é excepção. Discordo completamente com o título dramático deste artigo. "O jogador chega, senta-se a jogar cash e rapidamente perde tudo, logo, não volta". Please... Então e aqueles que se sentam e ganham logo? "Sorte de principiante" não é um mito...Esses não vão ficar mais interessados no jogo? Sim, se não estudarem é apenas uma questão de tempo até perderem tudo, mas isso acontece em todas as variantes!!! Se em cash perderem tudo numa semana, e em MTTs demorar 3 semanas a perderem tudo, achas mesmo que a diferença de tempo vai influir na decisão do jogador continuar a jogar ou desistir de vez? Eu não acho. A decisão de um jogador (ou aspirante a) de continuar num jogo novo que descobriu nunca será uma coisa simples de se discutir.Grande debate se poderia organizar e psicólogos especialistas em vício do jogo não poderiam faltar... Afinal, o que impede milhões de pessoas inundarem casinos por esse mundo fora várias vezes por semana para obviamente perderem mais do que ganham? Não deveriam ficar desmotivados por estarem sempre a perder? Porque voltam sempre? Diferença: marketing. Quando falo de casinos falo obviamente de jogos de sorte, mas afinal não é isso que pensa um jogador recreativo de poker, que poker é sorte? Fica a minha humilde opinião. Abraço.

Henriquem há 6 anos

É sem dúvida um grande artigo (dizerem que é ridículo acho cómico). Óbvio que estar a concordar com a extinção dos cash games é mexer num assunto que ultrapassa a compreensão de muita gente (eu inclusive) mas como foi referido há o exemplo daquilo que aconteceu em Itália.

luismelo4 há 6 anos

Artigo interessante mas na minha opiniao os torneios teem mais variancia do que os cash games. Na internet não faltam artigos sobre bankroll management acessíveis a toda a gente mesmo a jogadores ocasionais. O artigo está muito bem escrito tem apenas uma gralha amrketing marketing

Melvins há 6 anos

A ideia é radical. Não concordo em quase nada no que toca a soluções, mas a argumentação é interessante.

KronicB há 6 anos

Cada um tem direito a ter a sua opinião... a minha é de que este artigo é ridiculo!

semespinhas há 6 anos

pelo menos é bom a escrever artigos... é o que eu digo Teoria a mais...

caçador104 há 6 anos

O que está a acontecer no poker acontece em todos os negócios, simplesmente não há dinheiro para gastar.

caçador104 há 6 anos

Como é que diz que os cash são o cancro do poker, e a sua escola,aconselha desde o nível básico um conhecimento grande de cash e sits, e só depois irem para os mtts?

silenteam há 6 anos

Uma grande percentagem dos jogadores hoje ganhadores, começaram por ser perdedores, só que adaptaram-se e melhoraram o seu jogo, por isso poker é um jogo de skill e não de fortuna ou azar!

silenteam há 6 anos

Todas as salas oferecem opçao de jogar a dinheiro ficticio! Logo quem joga , so joga os limites x ou y porque quer! No poker como em qualquer outra competição , para um ganhar outro tem de perder! No poker até tens uma coisa que não tens na maioria das competições que é de 0$ poder fazer dinheiro. Sinceramente parece-me que a historia dos cash games serem o veneno do poker é algo ridiculo(mas são opinioes)

Undernoic há 6 anos

Acho ridicula a ideia de acabar com o NL Holdem cash. Concordo com a ideia de recompensar os jogadores que perdem mais dinheiro (fishes), mas se formos a ver tambem há (e não são poucos) jogadores regulares em evolução que tambem perdem dinheiro, e muitas vezes para os jogadores ditos ocasionais. Também temos que pensar que há jogadores excepcionais de cahs games e que não são tão bons em torneios.

Goodtiltt há 6 anos

Também concordo em pleno;)

Lusitanea há 6 anos

Concordo, Mestre!

shaking há 6 anos

#2 Meu amigo estas a ir de encontro ao que ele diz com a história da gestao de banca. Um jogador recreativo joga "mais ou menos o que lhe apetece",e isso não é o correcto em termos de ascensão e bla bla bla, mas no final do dia o que conta para os recreativos e não se sentirem tão mal com o investimento/tempo perdido. Imagina que vais ao casino ou mesmo um salão de jogos e perdes algum dinheiro em 5min a experimentar uma nova máquina, vai ser óbvio teres duas saídas: 1- Achas logo uma perda de tempo e dinheiro e sais fora; 2- Até es uma pessoa competitiva e esforças-te para "ficares pro" e começar por abordar o desafio de outra forma, adoptando métodos mais técnicos. Mas aqui a questão e satisfazer as pessoas do ponto 1. Tu no poker e mais que obvio que queres os chamados "fishes" mas se estes começam a abandonar, tu e a sala só tem a perder.

Dj_Maraxis há 6 anos

Escelente Post! Muito bem escrito! Parabéns!

silenteam há 6 anos

Os jogadores maus vao perder sempre na long run, mas se jogarem em limites que possam sustentar , irao se divertir durante mais tempo, o problema é que toda a gente por muito pouco que seja tem o sonho de ganhar bastante no poker!

silenteam há 6 anos

Esta noticia é tao ridicula, pois também se pode jogar sng hu com toda a banca e ir todo, quanto aos regulares, se nao houver sonho no poker de se vir a ganhar dinheiro , toda a gente jogaria apenas com dinheiro ficticio! Basicamente a gestão de banca é importante, nao se trata se sng, cash games, mtts

shaking há 6 anos

Oh yeah! Muito bom.



Deixe um Comentário

Os comentários efectuados por utilizadores não registados terão de ser aprovados por um moderador. Pode fazer Login ou, se ainda não é membro, Registar-se de forma a poder comentar sem moderação.