PokerPT.com

Full Tilt Poker e Groupe Bernard Tapie chegam a acordo sobre bens da empresa

Este acordo é essencial para que o Departamento de Justiça norte-americano, e depois desta concessão voluntária da Full Tilt, possa tomar posse dos bens da empresa e depois entregá-los ao Groupe Bernard Tapie.

No intrincado processo de aquisição da Full Tilt este era o passo que faltava para que a aquisição por parte do GBT se concretize. O preço de compra está já fixado em $80 milhões e ainda a obrigação de pagar aos jogadores não residentes nos Estados Unidos. Estima-se que esta verba, a devida aos jogadores fora dos EUA, seja de $150 milhões. O Departamento de Justiça aceitou retirar as queixas contra a Full Tilt e as suas empresas, quando e se se completar a transferência de posse dos bens. Depois será o DOJ a responsabilizar-se pelo dinheiro devido aos jogadores residentes nos EUA (também cerca de $150 milhões).

De acordo com o site subjectpoker os accionistas da sala decidiram em votação aceitar o acordo. Actuais donos da Full Tilt que queiram deter parte da empresa no futuro terão de comprar acções a um preço pré-estabelecido, mas não terão qualquer voz na administração da empresa nem direito de voto.

Ainda de acordo com este site o próprio Laurent Tapie terá viajado até Dublin, onde conversou com os empregados da sala explicando-lhes os passos já dados e aqueles que ainda faltam dar.

A bola está agora nas mãos do Departamento de Justiça que terá de retirar as queixas contra a sala, e entregar os bens ao Groupe Bernard Tapie.

Acompanha o nosso Twitter e Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário