PokerPT.com

Greg Raymer foi a Tribunal defender o poker

O campeão do Main Event das WSOP de 2004 e ex-Team PokerStars – Greg Fossilman Raymer – teve a semana passada de comparecer a um tribunal na Virginia, como testemunha abonatória num caso que envolve o dono de clubes de poker contra o Estado.

Charles Daniels de Portsmouth, Virginia, abriu o seu primeiro clube de poker em 2006. Clubes que ofereciam tanto torneios como cash games, e que tinham como principal missão recolher dinheiro para obras de caridade. Cerca de 75% do lucro dos clubes (aproximadamente $700,000) foram entregues a obras de caridade da comunidade local.

Em 2010, o ministério público decidiu encerrar os clubes e levar Daniels a tribunal, afirmando que o poker é um jogo de azar e que a cidade não podia transformar-se numa capital do jogo.

Daniels recorreu então à Poker Players Alliance, que enviou Raymer como especialista e para tentar convencer o Juíz que o poker é um jogo de perícia e não de azar, como afirmado pela acusação.

Apesar de o Estado da Virginia ter uma lotaria e permitir a existência de salas de bingo, os jogos de azar são proibidos na sua jurisdição. Curiosamente uma das salas de bingo pertence a Daniels.

Raymer esteve a falar cerca de 15 minutos, explicando porque é que o poker tem de ser considerado um jogo de perícia e não de azar, em que os jogadores têm de socorrer-se de estratégias e estudar.

O Juíz acabou por deliberar a favor do Ministério Público, reconhecendo no entanto que o poker tem uma componente de perícia, mas que ainda assim o factor sorte está presente.

Esperemos para ver se Daniels vai agora recorrer desta decisão.

Acompanha o nosso Twitter e Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário