PokerPT.com

Partido Popular critica a pressa do Governo Espanhol em aprovar Lei de Jogo

Realizou-se ontem em Madrid o iGaming Summit, conferência sobre o “Presente, tendências e futuro do jogo online. Legislação, riscos e possibilidades,” onde etiveram vários peritos do país vizinho.

Nesta conferência organizada pela Confederação Espanhola de empresários do Jogo marcaram presença também alguns políticos, entre os quais Alfonso Gallego do Partido Popular e Juan Carlos Alfonso Subdirector geral da Regulação do Jogo.

O porta-voz do Partido Popular destacou a forma apressada com o que governo abordou a regulamentação do jogo online, recordando que foram batidos todos os recordes de rapidez de aprovação de leis pelo Parlamento, na aprovação da Ley de Regulamentação de Jogo. Diz Gallego que o seu partido, caso ganhe as próximas eleições, pretende rever a fiscalização do jogo online e equiparar o jogo online ao jogo presencial, uma medida pedida pela Associação de Casinos.

Carlos Alfonso explicou aos presentes o que ainda falta fazer até 14 de Novembro, data para a aprovação da normativa geral. Com eleições marcadas para 20 de Novembro, diz Alfonso que é intenção do governo aprovar dois decretos reais sobre licenças e requisitos técnicos (pendentes da aprovação do Conselho de Estado), bem como treze ordens ministeriais de taxas e jogos.

A Conferência terminou após as declarações de Inmaculada Vela Sastre, directora geral da Ordenação do Jogo. Vela explicou que as Finanças têm uma lista de empresas e pessoas que oferecem jogo online, que caso não o façam de forma legal a partir de 1 de Janeiro de 2012, sofrerão sanções. Vela disse também que é preciso regular o jogo online para proteger os jogadores, os menores e criar receitas para a Administração Pública.

Acompanha o nosso Twitter e Facebook para ficares a par das novidades do poker nacional e internacional.

Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário