PokerPT.com

Departamento de Justiça focado em devolver dinheiro aos clientes Full Tilt

Ontem ficou a saber-se que a Alderney Gambling Control Commission revogou a licença de jogo de 3 empresas ligadas à Full Tilt, entregando às autoridades civis a responsabilidade de proteger os jogadores afectados. O departamento de Justiça norte-americano (DOJ) não tardou em fazer um comunicado sobre esta matéria.

“Após a adenda ao processo United States v. Pokerstars et al., 11 Civ. 2564 (LBS), de 22 de Setembro de 2011, o Ministério Público do Distrito Sul de Nova Iorque dos Estados Unidos foi contactado diversas vezes por indivíduos preocupados com a recuperação dos seus fundos da Full Tilt Poker.

Em Abril de 2011, o Ministério chegou a acordo relacionado com o domínio da Full Tilt Poker. Esse acordo, entre outras coisas, autorizava de forma expressa a Full Tilt Poker a devolver os fundos dos jogadores aos jogadores. Contudo, como a adenda de 22 de Setembro menciona, a Full Tilt Poker não tinha de facto fundos dos jogadores para devolver aos jogadores. Em vez disso, a adenda alega que a Full Tilt Poker tinha, entre outras coisas, (a) transferido quantias significativas dos depósitos de dinheiro real dos jogadores para directores da empresa, enquanto (b) permitia que os jogadores continuassem a jogar, e a “ganhar” e a “perder” com créditos fantasmas nas suas contas de jogadores.

Neste momento, este gabinete, em conjunto com o FBI e outras agências, está a tentar encontrar, assegurar e capturar o máximo possível dos fundos desviados pelas fraudes cometidas pela Full Tilt Poker e os membros da sua direcção mencionados na adenda. O Ministério pretende também ter acesso à contabilidade e registos da Full Tilt Poker. Muitos destes dados são mantidos no estrangeiro. A devolução dos fundos às vítimas desta alegada fraude podem concretizar-se, mas dependerá de muitos factores, incluindo a conclusão bem sucedida do processo litigioso, a quantia de dinheiro recapturado e em conjunto com outros procedimentos do Departamento de Justiça que podem eventualmente levar à devolução de dinheiro às vítimas que perderam dinheiro como resultado desta alegada conduta fraudulenta.

Não podemos prever a duração destes procedimentos, a não ser dizer que demorará pelo menos muitos meses. Informaremos as vítimas da alegada fraude conforme os desenvolvimentos futuros permitirem. Informações gerais sobre a “remissão” (devolução do dinheiro às vítimas) que foram arrestados podem ser encontradas no fundo regulatório do Departamento de Justiça 28 C.F.R. Part 9.”

Podem ler a versão original aqui.

Partilha esta notícia

1 Comentário



Os comentários não são permitidos de momento

Deixe um Comentário