PokerPT.com

Jogar com Stacks Grandes por Jordan iMsoLucky0 Morgan

Poucas situações são melhores que chegar a uma final table como chip leader. Contudo, existe uma grande diferença entre chegar à final table e chegar à final table com conhecimentos de como usar a sua stack de forma a controlar os últimos momentos de um torneio.

Há muitos jogadores que não abrandam o estilo de jogo quando chegam à mesa final com um stack grande. Eu não sou um desses. Quando chego a uma mesa final, já joguei algumas mãos com pelo menos metade dos jogadores presentes. Já terei leituras sobre o seu modo de jogar, e eles farão o mesmo em relação a mim, o que faz deste momento a altura ideal para mudar de estratégia. Se fui super agressivo antes da final table, geralmente irei abrandar o ritmo e jogar um jogo mais tight-aggressive do que tinha feito anteriormente.

Contudo, ainda mais importante para ser bem sucedido nesta fase, é eu começar a ter sempre debaixo de olho o valor das stacks dos meus adversários. Quero saber quais os jogadores que provavelmente jogarão de forma mais conservadora com o intuito de subir uns lugares, e quem está short e colocará as fichas todas em jogo com quaisquer duas cartas. É mais provável que me envolva em potes com os jogadores conservadores e tente evitar os gamblers.

Imaginemos o seguitne cenário, a maior parte dos jogadores detém entre 40 a 50 big blinds, mas o short stack tem apenas cerca de 15 blinds. Ele vai estar sempre à espera de uma chance para dobrar, o que significa que não vou fazer raise às suas blinds a não ser que tenha uma mão confortável o suficiente para defrontar o seu re-raise all-in. Ao passo que se o dobrar provavelmente não me afecta no longo curso, a recompensa que tenho por o afastar do torneio pode não justificar o risco, risco ao qual posso dar melhor uso contra os outros oponentes.

Quando a mesa está repleta de jogadores com stacks sensivelmente idênticas, estou disposto a jogar uma grande variedade de mãos contra eles, desde que eu tenha posição. Por exemplo, digamos que sou o chip leader com cerca de 100 blinds e um dos short que tem cerca de 40 blinds abre a mão com um raise de 3 vezes a big blind. No botão ou noutra late position eu farei call com mãos do tipo 4-5 suited, 7-9 suited, ou J-10 suited se com a leitura que tenho do adversário pensar que ganho o pote após o flop.

Sei que na maior parte das vezes só farei um par no flop – se conseguir fazer um par – ao fazer call com este tipo de mãos, mas estou bastante confortável ao fazer este jogo porque sei que o meu adversário, na maior parte das vezes, falhará o flop e assim posso roubar o pote com uma aposta pós-flop. Isto acontecerá especialmente contra os jogadores que ao falharem o flop se desconcentram, pois se usarmos a nossa stack superior forçámo-los a terem de comprometer uma porção considerável da sua stack para continuarem a discutir o pote.

Quando decido ir a jogo contra os short stack da final table, tento sempre ter posição e possuir cartas que não sejam facilmente dominadas. Se não tiver de me preocupar com a possibilidade de mais alguém entrar no pote a seguir a mim, eu jogarei situações de 50-50, todo o dia se for preciso, contra o short stack porque sei que a longo prazo será uma decisão muito mais rentável, perder para um short stack apenas me retira algumas fichas, mas mantenho-me em jogo, se o eliminar é mais uma posição classificativa ganha, logo mais dinheiro.

Quando não faço este tipo de jogadas com uma stack grande, geralmente é porque penso que mais alguém pode tentar afastar-me do pote através de um raise all-in a seguir a mim, ou se ao dobrar o short stack eu caírei de chip leader para uma stack média. Nestes casos, espero até ter melhor posição e deixo os short stacks lutarem entre eles.

Ter uma stack grande é em si mesmo uma arma de enorme valor, mas obterá melhores resultados se souber como e quando deve usar a sua stack a seu favor. Aplique pressão nos jogadores mais conservadores, evitando confrontos desnecessários com os short stacks, e transformará as suas fichas em algo bem mais valioso no final do torneio.

Este artigo tem o patrocínio da [roomd=24].

[roomd=24]

Partilha esta notícia

Sem Comentários



Deixe um Comentário